2 de abril de 2010

Dói não estar contigo hoje

Tamanha seria minha felicidade se neste momento eu pudesse ao menos ouvir sua voz, ao menos escrever palavras em que você visse agora e me respondesse imediato, mesmo que virtualmente ou ao telefone. Enorme seria minha alegria se pelo menos por um momento depois de 5 anos eu tivesse a oportunidade de ao menos lhe dizer 'Feliz aniversário minha bebê, eu te amo!'' Queria apenas ao dizer isso escutar sua vozinha linda e meiga me responder, 'Obrigada prima eu também te amo' enquanto eu lhe repateria, 'muito muito ou muito pouco?' rs, e você retrucaria, 'muito muito muito muito!'. Queria sim, queria mesmo, queria muito, quero muito, gostaria de verdade poder falar isso á você, não somente na oração em que eu fiz hoje de manhã assim que eu acordei, pedindo a Deus que você tivesse um dia além de feliz, adoravél, pois eu te amo mesmo. É.. como eu realmente sonho alto, mas edaí? O que seria do ser humano se não fosse os seus sonhos não? Eu além de sonhar relembro coisas que me fazem bem e me fazem chorar, seja de felicidade ou seja de saudade. Gostaria te de dar um presente e junto com isso me presentear, como? Te vendo depois de tantos anos, sabe, desse momento eu daria muita coisa, muita mesmo, apenas para passar 1 hora ao seu lado. Se estou pedindo muito? Eu não acho, mas se sim, pediria e não apenas desejaria, ao menos falar com você, mesmo sem te ver.
Minha bebê, minha Carol, minha pequena, tão pequena, ou não mais tanto certo? Pois é hoje você completa mais um ano de vida, eu fico emocionada para escrever certo. Pois recordo bem daquela noite do dia 1 para o dia 2 de abril de 2001, quando minha tia saiu de casa desesperada com a sua madrinha e sua prima Liliane, pois naquela madrugada minha felicidade e a razão da palavra saudade estava para chegar, chego a me arrepiar quando lembro disso. Tão linda, tão linda.
Desde quando você veio para nossa casa, nada mais me chamava mais atenção do que você, lembro bem das vezes em que eu do lado de fora do berço cantava músiquinhas até você dormir, da vez em que o muro da casa caiu e meu desespero foi totalmente para você, lembro bem de como eramos grudadas, você é minha irmã, lembro que ainda com diferença enorme de idade, brincavamos juntas, e brigavamos também, lembro quando eu te dava banho, ia nas apresentações sua na escola.. Em falar em escola, lembro de um dos seus primeiros dias lá, lembra 'Maga' ? Como vc era conhecida, que assim que você me viu danou-se a chorar, mas como chorava e gritava, querendo a mim e não sua professora e amiguinhos. Como você sempre foi doce, um doce teimoso que me dava dor de cabeça as vezes, mas meu doce, meu docinho, tudo meu. Era minha filha, onde eu cuidava, levava a escola, buscava da escola, passava o dia comigo, eu educava eu amava. Eu amo! E como amo ..
Não quero mais chorar nem me machucar em palavras, ja chorei tanto por hoje está longe de você.
Meus parabéns minha bebê, que Deus tenha iluminado seu dia, que você tenha lembrado de mim como eu passei o dia interio, pensando em você.
Palavras do coração de alguém do seu sangue e do seu sobre nome que te ama!

Viviane Magalhães.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...