14 de janeiro de 2012

Meu primeiro voo.

Na verdade saímos as duas horas da madrugada, daquela pracinha estilo 'mini-séries' da globo. O Ônibus estava levando todos os 30 alunos para São Paulo, onde pegaríamos então o tal avião da frankfül -se eu não me engano-. 
Depois de litros de lágrimas, estava eu lá, plantada no aeroporto, mostrando ser bem brasileira, fiz uma roda de amigos, sentamos no chão e começamos a cantar músicas estilo, 'brasileirinho', 'isto aqui o que é' e enfim. Eu estava com aquele frio na barriga enorme que todos ja sentiram, era a primeira vez que eu iria voar, o avião nunca chegou tão perto de mim, como aquele dia chegaria. Dei tchau para minha mala verde com pompons, cheia de tristeza, mas.. Peguei minhas passagens com destino a tão maravilhosa Alemanha, ai que país maravilhoso. Pois é, naquele meio de 30 alunos entre eles algumas amigas, eu me sentia super só e com saudade do colo da minha mãe. Não caia bem a ideia de subir naquele avião e sentar ao lado de um estranho. Fomos lá, depois de mil roletas e travas e enfins, o corredorzinho que eu nunca iria imaginar, me levou ao meu lugar.
Claro que eu não reparei direito e vi C4 se não me engano, sentei na janela e me aconcheguei. De repente escuto aquela vozinha chata e irritante 'esse lugar é meu'. Pois é, imagine uma irmã mais velha, pentelha, que vive no seu pé, do tipo que te belisca e diz que você deu-lhe um tapa, era ela mesmo, minha prima, criada comigo a tal da Liliane Magalhães. Meu lugar era na verdade na cadeira ao lado da dela, que era a da janela - imagine um rosto de entediada master agora. 
Pois é, não de muita ideia a ela não, -naquele momento não entendia o tamanho da importância que era a minha primeira viagem de avião ao lado da minha quase irmã, imagine lagrimas e emoção agora rs. O avião subiu e da-lhe chicletes para diminuir o tal nervoso, passamos por cima de 'Fortaleza' e não contemos a emoção, foi nosso abraço de imaginar que nossa família toda em peso estava naquele lugar e que enfim estávamos tão perto. Lembro que dormi, acordei, vi filme, ela me acordou de novo para comer, eu a cobri quando estava dormindo, conversamos sobre os países que sobrevoávamos... 
Sabe neste momento to emocionada de lembrar. Ela resolveu passar mal, ficou roxa, depois meio azulada, por fim super amarela e quis vomitar, eu me desesperei, tentei ajudar, fiquei nervosa, chorei de nervoso, essas coisas sabe? Que 14 horas dentro de um avião proporcionam, rs. 
Hora de descer prima, é, fomos as duas, pegamos o sacos plastico e começamos a assopra-lo desesperadamente, pois p enjoo era enorme, foi uma cena engraçada, eu não sabia se passa mal por mim só, ou socorria ela que já estava ficando roxa de novo. Sabe, minha primeira viagem de avião foi um sucesso de lembranças gostosas, esse momento estou em Paquetá e sempre avisto os aviões super perto, então lembrei dessas cenas e vim correndo escrever.

Até porque daqui a alguns meses esta vindo mais 
uma viagem para mim, estou partindo desta vez a Fortaleza,
 que sonho não? depois de 14 anos vou votar lá.
 Pena que dessa vez não vou acompanhada dela..

Um comentário:

  1. Olá Viviane
    Andar de Avião e principalmente ir para outro país é algo inesquecível mesmo. Eu estou aguardando minha hora de fazer uma viagem dessas. Cheio de medo de avião né rsrsrs, mas um dia o farei com certeza, desbravar um pedacinho deste mundo por vez.
    gde abrsss
    Fernando
    http://fernopinari.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...