27 de abril de 2012

Minha vida sobre cachorrinhos.

Quando eu era criança, criança mesmo, lá para meus 6/7 aninhos de idade, meus vizinhos e amigos de infância (até hoje) ganharam um cachorrinho, o nome dele é Fox, hoje em dia ele é robusto, grandalhão, meio atrapalhado e a vontade dele de brincar me faz sentir medo, enfim. Quando ele chegou lá no prédio, era a coisa mais gostosa do mundo e até hoje ele tem amor da família, desde lá eu gostaria muito de ter um cachorrinho, foi ai que minha tia Núbia, que fazia minhas vontades, me comprou um hamister. Tá, obvio que não foi a mesma coisa, mesmo! Mas eu amei o Dingon com todo amor e carinho de uma irmã mais velha, um dia cheguei em casa e o corpinho dele estava frio e morto, eu acho que ele foi assassinado mas enfim. Passaram anos e anos, eu não tinha tempo para pensar em bichinhos de estimação com tantos problemas na cabeça (é sério). 

A uns 4 anos atras eu comecei a namorar e esse menino tinha uma cachorrinha, o nome dela era Madona, a coisa mais gostosa, de pelo branco, grandalhona também e muito amável. Eis que a uns 3 anos atras, na minha escola todos falavam do tal livro 'Marley e eu', eu nunca tinha visto o filme quem dirá o livro. Então a 2 anos rs, eu peguei meio que sem querer ou interesse o tal livro, e simplesmente me apaixonei, amor mesmo, um amor tão profundo tão verdadeiro, aflorou toda e qualquer vontade de ter um cachorrinho, mas agora era ele, tinha que se r ele. Foi ai que de repente me ofereceram um filhote de labrador, fiquei em estado de surpresa felicidade, mas meu atual namorado é muito sensato e não me deixou pegar o cachorrinho, minha mãe mais uma vez interferiu e também não deixou. Achei que bom, Deus quis assim, talvez não seja para eu ter um cachorrinho mesmo de vez! 

Tantas chances e nada até agora né? Passou bastante tempo e então, hoje eu moro só, estou quase casando e então mais uma vez, depois de esquecido aquele assunto intocável de cachorrinho, vem um amigo do André e oferece outro filhote de labrador -sera possível mu Deus?
Pois é, ele ja saiu dizendo que não, não e não! Os filhotes se foram para famílias super felizes, só que o problema é que eu ainda estou aqui, nesse buraco negro sem fundo e triste. Agora eu quero, agora mais ainda, é como se meu Deus estivesse colocando as oportunidades e eu recusando, depois quero ficar pedindo a ele. Bom agora meu pedido é:
-Senhor! Me de um lar que eu possa criar com muito amor meu cachorrinho, quero faze-lo muito feliz, amém.

5 comentários:

  1. ei, ja faz um ano que eu a venho lendo suas historias, suas postagens e me admiro mt pelo seu carater. Queria ter a oportunidade de ti conheçer,mais isso fica pelo seu criterio. se quiser me conhecer me manda uma resposta. SOu uma mulher,menina,garota bjoss.

    ResponderExcluir
  2. Olá, muito obrigada pelo comentario e pelo o que escreveu.
    Podemos nos conhecer aqui pela net primeiro né? topa dizer quem é você? :)
    beeeeeeijos verdes *-*

    ResponderExcluir
  3. ta bom,mais eu ja ti adicionei algumas vezes no orkut você nunca me aceitou, depois acabei desistindo,mais tudo beem toopoo sim ! :) teem msn ?

    ResponderExcluir
  4. tenho mas não uso, me adiciona no face mesmo..pode ser?
    http://www.facebook.com/viviane.magalhaes.12

    ResponderExcluir
  5. poode,ja mandeei o convite Nathalia Bandeira :)

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...