28 de junho de 2012

A sua primeira carta de amor.


Lembro sim, e lembro bem.. 
A primeira vez que peguei uma carta escrita por você, em mãos, pensei que era a coisa mais meiga, doce e nada romântica que eu já tinha visto. Era uma mistura de palavras em uma desordem total.
Notava-se que você pensava mil coisas de uma só vez e a cada palavras escrita um risco a eliminava; para assim uma nova e melhor, vir e substitui-la. Enquanto você não conseguia expor completamente nada naquele pedaço de papel, eu ficava esperando, ansiosamente, é claro.

Foi em uma agenda minha, do tamanho da metade de um caderno, lembro também de você ter amassado o rascunho, me disse que havia jogado fora e eu fiquei irritada por isso. Até que depois de um ano eu o encontrei bem guardadinho -amassado. Bem no fundo daquela sua gaveta de coisas importantes e pessoais.

Aquela carta vai estar para sempre na memoria, a primeira a mais bela e sensível de todas. Onde você surpreendeu-se por escrever tanto, quando tinha escrito apenas frente e verso de uma folha pequena. 

Na verdade sua surpresa não foi essa meu amor, e sim, por tentar expressar tamanho sentimento em um pedaço de papel e por fim perceber que era muita verdade escrita e que você realmente sentia cada letrinha que estava escrita ali. Como lembro daquela carta, simples carta... De repente estou com um sorriso besta no rosto e olhos repletos d'água

Tudo que eu quero nessa vida, toda vida é amar você'

Um comentário:

  1. Oi flor, tudo bem? Que lindo o texto, cartas são algo que realmente nos emociona quando lemos, adoro receber cartas, sejam de amigos ou não.. essa imagem do post me fez lembrar um filme P-E-R-F-E-I-T-O: CARTAS PARA JULIETA. haha'

    Beijos ;* Jéssika Vitória, do blog: Princesa Descolada(novo post)

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...