27 de agosto de 2012

Meu bonitinho e eu.

Não sei bem o porque desse sentimento tão profundo que eu guardo comigo. Sei que você não vai ler este post nunca mas mesmo assim sinto vontade de escrever e esse é um dos meus dons, então vamos lá.

Ainda lembro do dia em que eu te vi a primeira vez, eu fiquei encantada com seu sorriso meigo, é verdade desde aquela noite la na ´praia da moreninha, você nem me viu, eu estava por trás de tudo provavelmente fotografando algo, era a noite mais esperada de todos, a noite que iria iniciar um novo, ano, uma nova vida, que anunciava que 2o12 estava chegando e sim, um dos melhores presentes que ganhei este ano foi conhecer você. Depois daqueles fogos não te vi mais, é engraçado eu sei que no final deste ano estarei te abraçando forte e desejando feliz 2o13 com muita felicidade e com certeza contarei a você meus pensamentos deste post e irei dizer que você é um dos meus melhores presentes.

Janeiro chegou contudo e não lembro mais de ter te encontrado por este mês, nem perguntei sobre, apenas lembro do seu -mais uma vez, sorriso meigo chegando la na casa do Tio Guto, junto com o Felipe (que é o culpado de nos conhecermos). Quando eu te vi, foi imediata minha reação, fiquei toda boba e achava que eu tinha que te abraçar e cuidar de você, assim sem mais nem meno, sem saber se mal você queria intimidade ou se quer uma amizade nova.
''Ai que menino bonitinho''


Pronto, foi a primeira coisa que eu te falei, é eu lembro disso também e que todos começaram a ri de mim, com uma reação tão, digamos, besta. Eu não sabia seu nome, então toda vez que me referia a você eu falava aquele menino o bonitinho, foi então que quando alguém vinha comentar algo de você  pra mim eu não sabia quem era e a pessoa dizia 'o bonitinho' ai eu ja sabia que era você, e de 'bonitinho' para cá 'bonitinho' para lá ficou, esse seu apelido pegou mesmo de verdade, hoje não conheço ninguém ue te chama de Dioguinho rs. é realmente você não é mais o Diogo, é o bonitinho e pronto!
Meu noivo era o que mais achava irônica toda essa história, ele conhece cada piscada minha e ja sabia que eu tinha me apaixonado por você e estava achando engraçado a situação, acho que pelo fato de você ser tão novo, como o irmão dele e ele sentir que deve protege-lo também. Pois bem, aquele dia eu passei  inteiro perguntando,  comentando das suas caras e bocas, da sua fala e do teu silencio.. Curtimos o carnaval MUITO, bebemos, pulamos, cantamos...


E quando você me encontrava na rua passou a me olhar meigamente e dividir comigo aquele sorriso besta também, depois começou a e contar suas coisas e a pedir aqueles conselhos como uma irmã mais velha.. E foi ai que tudo se aprofundou, meu carinho por você ja é descontrolado sempre foi, não tenho ideia do que é um amor de mãe então posso te dizer que te tenho como um irmão, aquele mais novo chato e implicante (Igual ao Felipe rs). Eu sou apaixonada pelo teu jeito calado, envergonhado e sorridente. Não deixarei que ninguém te faça mal, muito menos  na minha presença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...