25 de outubro de 2012

O que fazer com uma porta de madeira velha?

Era verão, o sol ia embora mais tarde, um gritava o outro, que chamava o outro, que ligava para o outro e assim vai. Eu sei que os vizinhos reclamavam demais da nossa bagunça, mas tenho certeza de que no inverno eles sentiam falta da nossa bagunça.

A quem diga que não tivemos infância, mas um ignorante a esse ponto, realmente não conhece o que é uma infância. Não existia um dia um dia de verão em, que não estivéssemos na ladeira correndo de um lado para o outro. Sem fazer muito esforço me pego sorrindo lembrando de boas histórias que vivi com aqueles meus amigos de infância em uma ladeira escondida no meio da violência do Rio e Janeiro.

Nós transformávamos portas de guarda roupa que estavam jogadas no lixo em verdadeiros carrinhos de madeira. Dois tapinhas e já estavam limpinhas, era uma guerra para saber quem deslizava mais, nossas mães ficavam loucas quando acordávamos mais cedo que o normal, super animados e catando manteiga, velhas, casca de banana e tudo isso para turbinar nossos carrinhos. Ou prancha se você preferir, porque costumávamos mergulhar na madeira e gritar até o final da aventura.

Acredite nossa ladeira é enorme e empinada, mas quem disse que isso nos impedia? Ninguém tinha medo, colocávamos dois e até três em uma única porta, os freios eram chinelos nas próprias mãos e la vamos nós! No final do dia um estava com o braço em carne viva dos tombos, outro com os joelhos sangrando, todos mais sujos que moradores de rua e com uma alegria inexplicável no rosto.

A se eu resolver contar cada uma das nossas brincadeiras aqui, vão ser as postagens mais especiais e gostosas de se fazer! Que saudade da infância, que saudade de vocês! Ladeira Pedro Antônio ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...