8 de maio de 2013

Crônicas - O beijo na chuva.

Ela sempre desejou ganhar um beijo em um dia de chuva, queria sentir o gosto que era o molhado de um beijo com gotas salgadas, ouse rá que ficariam doces como os beijos? A água quando se mistura tira um gosto puro e se marca por uma ciência nova, incrível  surpreendente, uma pitada a mais de sal, ou açúcar, tudo seria diferente.

Mas aquela linda menina, não tinha um namorado, como ganharia um beijo fosse ele como for? Um melhor amigo deixa de ser amigo a parti do momento que uma troca de olhar vira fatal, de alguma forma o coração bate diferente.

Em um dia em um campinho, a doce menina sonhava com seus papeis e canetas coloridas, enquanto passava seus sentimentos para belos textos, o céu que antes eta azul e banhado pelo sol, escureceu-se, talvez por uma lembrança triste e sem pestanejar começou a resmungar e chorar uma chuva fraca e triste.

No mesmo momento a doce menina ficou ali, quieta sozinha, esperando o céu parar de chorar junto com ela, quando sentiu uma mão no ombro, aquela mão conhecida, aquele sentimento de paz, carinho e segurança. Era um garoto, um garoto de alma pura que a doce menina conhecia como ninguém.

Os dois de mãos dadas foram correndo para detrás de uma pequena capela que ja era velha alí no meio daquele campo, então em um dos cantos escuros da capela, sem imaginar o pecado a doce menina enfim ganhou seu lindo beijo na chuva.

O céu que antes ficara cinza, agora estava azul claro, as poças da água da chuva estavam com um leve tom verde e as gotas que ainda caiam no céu, estavam leves, puras e repletas de amor. Eu diria que se isso tudo fosse um pequeno sonho, entre os dois se formava um coração em fumaça branca e até anjinhos feito fadas com arpas ali estavam.

@viviane06

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...