23 de agosto de 2013

Pesadelo, de novo?

Estava tudo escuro, eu sentia o vento muito forte batendo no meu rosto, e um barulho ensurdecedor, que medo, senti meu coração ficar cada vez menor, seme spaço, mais apertado, eu ja não podia respirar e mesmo que eu não pudesse ver, sentia mãos entre meu pescoço, cada vez apertando mais forte... Meu ar se comprimia, eu arregalava meus olhos e ainda assim não enxergava nada, além de nevoas pretas e rostos famíliares com uma ira muito forte. Que medo...

''Espera! é um pesadelo!! De novo? Mais uma vez? Não acredito! Onde está o André?''

Comecei a rezar muito forte, eu berrava, esperneava, por mais que solbesse que nem todo esforço adiantaria, pois na realidade eu estava dormindo normalmente e no maximo eu estaria ofegante.
Eu comecei a gritar pelo nome dele cada vez mais alto e com mais vontade, no meio do pesadelo eu o vi e voei em cima dele e de repente escutei a voz da minha mãe:

-Viviane, o que é isso? Viviane!

Foi aí que abri os olhos, senti saudade da minha mãe, ela estava tão longe de mim, vi o quarto calmo, senti a cama gostosa e escutei a respiração gostosa do André, claro que eu o chamei para rezarmos juntos e para ele tirar minha intensidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...