12 de agosto de 2013

Porque eu deveria comemorar o dia dos pais?

Ontem deveria ter sido um dia sombrio, deveria ter chovido e ter feito frio, eu deveria ter chorado e me trancado no meu quarto me mantendo debaixo das cobertas. Você ainda se pergunta o 'motivo'? A sociedade inventa dias específicos para comemorar a existência de pessoas que ja são lembradas e amadas simplesmente por existirem, como o dia das mães, dos namorados, das crianças, e o infeliz dia dos pais! Isso é uma grande besteira, ou pelo menos deveria ser, quem os tem, vão ama-los todos os dias da mesma forma que vão amar neste, mas quem não os tem (...)

Ele não me criou, não me pegou no colo quando eu ainda era um bebe, não ganhei beijos de boa noite, nem escutei histórias antes de dormir. Ele não me ensinou a andar de bicicleta, nem me apelidou com um nome fofo e único, não me deu bronca por eu não querer comer,  nunca me deu comida na boca e me proibiu de ir a alguma festa, nunca bateu na porta do meu quarto e veio me acalmar por me ver chorar por algum garoto, aliás, ele nunca conheceu nenhum namorado meu, nem quis mata-los por estarem roubando 'sua garotinha'. 

Ele nunca foi na escola todo 'segundo domingo do mês de Agosto' me ver fazer alguma apresentação, nunca ganhou meus cartões de feliz dia dos pais, nem viu o brilho dos meus olhos se ofuscarem quando eu percebia que todos os pais estavam ali, menos ele. 

Na verdade ninguém nunca viu, eu sempre disfarcei muito bem. Não que seja uma dor insuportável, afinal de contas eu sinto cólicas todos os meses, mas não ter um pai, em algum momento da sua vida, vai doer tanto quanto perder um. Quando você o tem algum dia, você tem as lembranças boas e a saudade é a sua maior dor, mas se não o tiver, você sente essa saudade a todo momento, você vive com dúvidas e questionamentos sem nunca ter uma resposta, sem nunca entender o porque de tudo. Porque ele não me quis? O que eu tive a ver com o caso dele com minha mãe? Eu sou um peso? Como seria se ele estivesse aqui ? Ele me merece ou eu o mereço? Ele teria sido um bom pai...? Entre outras inúmeras.


E é essa dorzinha chata que chega todos os dias nessa mesma data, trazendo uma bagagem de perguntas sem respostas e me fazendo lembrar que durante 19 anos existiu um espaço vazio que eu sempre escondi, mas que sisma em ser lembrado pela sociedade todos os anos. 

Hoje ele reapareceu, feito o mesmo fantasma que sumiu em 1994, mesmo que seja estranho, mesmo que eu sinta o amor de pai para filha, mesmo que tudo isso tenha acontecido, não é a mesma coisa.

Feliz Dia Dos Pais, a todos os pais presentes e a todos os que um dia erraram e hoje tentam acertar, feliz dia dos pais ao meu pai!

7 comentários:

  1. Ow, fico triste por saber que a sua relação com o seu pai foi assim. Mas todos erram, todos têm o direito de reatar com os erros. Espero que vocês possam ter um ótimo relacionamento e que no próximo dia dos pais, estejam felizes em ser pai e filha! Um super beijo

    www.modaevicios.com

    ResponderExcluir
  2. Um belo texto, muito sensível. Pudi sentir a intensidade lendo, me entende?

    Fui ler também a aba do seu perfil e me surpreendi muito. As pessoas visitam nosso blog mas não nos conhece realmente. Você é muito linda e corajosa!
    Enfim, muitos textos meus tem a ver com o meu pai, porque sempre tivemos um contato critico e só agora voltamos a nos falar realmente. É complicado. Mas no final tudo fica bem. Beijão!

    www.estounanoia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Um dos pontos mais importantes do teu relato é a mensagem que deixas para outras pessoas que passam por isso também e, de repente, entram no teu blog e encontram essa reflexão. E isso faz toda a diferença, principalmente para quem não tem a tua maturidade para lidar com a situação e deseja um conselho, um abrigo.
    Parabéns por te abrir assim e ajudar aos outros também.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. nossa, que texto lindo. sou totalmente a favor de expressar seus sentimentos pelo blog. muita gente se identifica.

    champagne supernova

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o texto, sincero, direto, verdadeiro. Uma pessoa que vive com a ausência de um dos pais ou até os dois pode ser tudo...menos fraca. Isso nos prepara mesmo com a dor. E o modo como você se expressa faz com que outros leitores que se sentem da mesma forma se identifiquem. Gostei do post, é diferente, único ao seu modo. Bjiinhos!

    www.15edai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Sua historia é linda! E você é muito corajosa de falar sobre, nem que seja 1% do que você passou. Fui ler o Sobre a blogueira e gostei muito! Parabéns pela força que você tem!

    Em relação ao texto, eu adorei. Ele não pode ser um texto que retrate toda a felicidade do mundo, mas é um texto cheios de palavras sinceras e reais! Acho que o que eu mais gosto em blogs, são textos escritos pelos próprios blogueiros. Principalmente aqueles que transbordam sentimentos e verdades.

    Beijos
    Bárbara
    www.pontoemcomum.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...