26 de setembro de 2013

Minha puberdade e eu, todo mundo passa por isso.

Época de puberdade... Mas o que é essa palavra tão difícil? Minha avó diria que isso é besteira e que eu estava apenas virando mocinha, que deveria ter mais cuidado comigo e com meu corpo, que agora tudo era responsabilidade minha também e não só da minha mãe, diria até que um beijo na boca poderia me engravidar, apenas para me deixar longe daquele meninos mais velhos e maldosos.

Eu estava vivendo essa época, que besteira dizer que estava, ainda tenho meus queridos dezenove anos e me sinto com o corpo ainda em formação. Não digo a mente pois ela, ao contrario do corpo, vive eternamente em constante desenvolvimento.

Meus peitos estavam maiores e eu já usava um sutiã para ir a escola ao invés de uma blusinha de algodão, minha cintura tinha curvas que chamavam atenção dos rapazes e eu sentia que aqueles pelos todos não eram meus, todo mundo passa por isso, é normal. Irônico é hoje, eu estar aqui escrevendo isso, como se tivesse passado muitos anos em que eu estive nessa situação.

Nada era legal, as roupas pareciam me exibir mais e eu tinha vergonha de mostrar que estava em mudança. Eu sempre fui muito 'garoto', não sei subir em árvores, nem andar de bicicleta, mas sempre brinquei de bonecos, piques, pulava casas, telhados mesmo, fazia a terra e o barro virarem uma pista de carrinhos e tudo isso me fez ter a infância mais gostosa do mundo!

Mas naquela época parecia que tudo iria ficar para trás, eu escondia que meus cabelos estavam mais bonitos e me recusava a usar salto alto, não podia aceitar que a partir dos meus doze anos eu iria ter que saber lidar com um sangramento todo mês, eu mal sabia usar um absorvente e desconhecia a palavra OB.


A minha puberdade não chegou em uma época boa e eu a detestei, aliás eu ainda a detesto, ela trocou as roupas de uma barbie por roupas para mim, tirou minhas gargalhadas sem motivos por lágrimas de um amor não correspondido, roubou minha liberdade por um relacionamento sério e como se não bastasse acabou para sempre com meus dias de São Cosme e Damião!



Me acompanhe nas redes sociais:

Um comentário:

  1. Não vejo a puberdade como algo catastrófico, sei lá, é uma fase da vida como tantas outas que a gente tem que passar.

    Beijos!
    http://www.quaseatoa.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...