11 de outubro de 2013

Retrocedendo a época que eu era nômade e rebelde

Uma mochila cheia de lembranças, toda riscada de bic azul e liquipeiper, dava para ver o número seis umas seis vezes nela inteira, e a palavra 'verde' umas dez. Eu chamava atenção. A barra da minha calça estava completamente ''carcumida'', não me calsava efeito nenhum eu vivia com a calça dobrata até o joelho mesmo.

Depois do intervalo eu fazia questão de enrolar a blusa que era tamanho G para alguém que veste pp, em cima do umbigo, puxava tudo para um lado, fazia um nó e me sentia refrescada.
-Ei, garota, ou garota! Abaixa essa blusa, desdobra essa calça!

Eu saia correndo as escadas e na maioria das vezes me escondia com alguma amiga para os inspetores pararem de chamar minha atenção, mas um deles sempre me achava e bagunçava meu cabelo, me pedindo com carinho para eu me ajeitar, claro que eu não resistia.

Sempre fui rebelde, aquela escola sempre foi minha segunda casa e todos lá dentro sabiam tudo de mim, tenho certeza que vira e mexe eles se pegam pensando:
-Ai a Viviane... essa deu trabalho, tão abusada e tão forte, tão guerreira, espero que ela esteja feliz. 
E notam que estão sorrinso sozinhos.

Chegava a hora da saída meus colegas todos desesperados e eu pegava minha velha e companheira mochila jeans que eu carregava tudo de necessário e escolhia onde eu iria dormir aquela noite, era legal, na maioria das vezes, tomava banho em uma casa, dormia em outra, jantava em outra, ganhei e tenho até hoje os melhores amigos do mundo!

Me acompanhe nas redes sociais:

Um comentário:

  1. Que tudo esse post! Bem particular! :)

    Eu tive essa fase tbm amiga, isso tudo passa né!? rsrs

    Te espero no blog!
    http://maquiandobycla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...