22 de janeiro de 2014

Um alguém que um dia já foi mais alguém que você!

Como julgar o valor de alguém, como testar o respeito, criticar o caráter? Todas as pessoas estão sujeitas a errar, você com certeza já errou com alguém. De onde vem sua moral em julgar outro então?
Não vou mentir, eu guardo calada comigo minhas histórias e pensamentos mais profundos e nem mesmo aqui eu os escrevo. São sentimentos profundos que eu necessito jogar para fora mas nada que uma folha velha e uma caneta não resolva.

Foi feito uma bomba, eu estive  mantendo- longe por um bom tempo, mas sabia que por mais longe que eu conseguisse coloca-la, quando explodisse,  iria ferir a nós dois. Eu espero que as faíscas do fogo não tenha acertado em cheio nosso coração e espero que o tempo consiga cicatrizar cada arranhão que nos atingiu.

Eu posso dizer que eu conheço esse sentimento que cuido comigo, que venero, que amo... E posso dizer que ele é muito frágil, se faz de forte, mas sofre, e guarda coisas com ele, dentro dele! Foi exatamente ali, bem lá dentro que esse sentimento trancou uma triste mágoa. E minha razão está dando apoio em mante-la em carcere privado! Eu não posso fazer nada quanto a isso, não agora.

Minha razão sempre se encaixou muito bem no lugar e sempre agiu muito bem, nunca desceu escadas pelo contrário, apenas subia, passando por cima de todas as pedras que estavam no caminho. Acontece que um belo dia, alguém resolveu tacar uma dessas pedras e acertou em cheio. A razão está de mãos dadas com o sentimento chamado amor, que nesse momento guarda uma mágoa, causada por um alguém que um dia já foi mais alguém que você!

Me acompanhe nas redes sociais:

Um comentário:

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...