18 de julho de 2014

Você saiu de cena, o palco ficou vazio.

Você se isolou tão de repente, nem pensou no amanhã, tinha duas escolhas e a opção um foi a sua decisão. Naquele início de verão você preferiu sentir o frio do inverno, tentou transformar tudo o que vivemos em um ''lance qualquer'' e hoje sinto em dizer, você está de parabéns, conseguiu nota máxima nessa matéria de me fazer entender que o que eu senti era apenas fraqueza.

Eu senti, não entendi muito bem o que, mas te via distante, em um único dia eu mudava de opinião sobre suas atitudes umas milhares de vezes, a alegria que eu tinha ao lembrar de você já não era a mesma, o sorriso que eu via em teu rosto nas minhas lembranças já tinham sumido e eu percebi que cada vez mais eu pensava em você e cada vez mais triste esses pensamentos ficavam.

Você foi me passando o frio do seu inverto interior e foi acabando com meu verão, me demonstrando cada vez mais o quão tola eu fui em chorar por você as vezes que chorei, enquanto você sorria e cantava seus desejos por outra qualquer, o quão tola fui em escrever cartas para você, em te desenhar em cada papel de rascunho durante uma aula chata, em pensar em nós dois com cada canção que ouvia.

Você fixou seu olhar em mim a muitos anos atrás, demorou para enfim falar oque ele sempre quis dizer, disse de uma maneira incompleta e mais uma vez saiu saindo de cena me deixando aqui pensando o pior de você e o pior de mim.

Me acompanhe nas redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...