17 de outubro de 2014

Faz de conta

Eu não queria acordar com saudade, mas ontem durante a aula da faculdade alguém comentou sobre aquela música que a gente dançou, nem faz tanto tempo assim, se eu fechar os olhos consigo sentir o vento no meu cabelo enquanto você me jogava para o alto.

A essa saudade... Me fez ir atrás de você sem ao menos você saber, abri gavetas que eu mantinha longe de mim, reli cartas, sorri com algumas e até chorei com outras, a letra daquela música que você me escreveu me fez sentir um aperto no coração, foi o que me levou a correr desesperadamente a lembranças mais fortes.

''Nossa, esse nosso vídeo ainda mexe tanto comigo, o seu sorriso encontrando o meu a cada toque é sensacional, que harmonia, que sintonia, que ... Não, esquece! Preciso parar com isso agora!''

Viajei cerca de 30 minutos nesse passado tão presente, antes a felicidade me deixava ficar por horas naquele ambiente, hoje a dor da saudade e de repente da tristeza não me deixam ficar por muito tempo, como as coisas mudam.

Sem querer eu me deixei envolver por todas essas lembranças e me perdi sonhando acordada, como queria viver em um faz de conta, os finais são sempre tão felizes. Poderíamos fazer de conta que você ainda está aqui, fazer de conta que a canção está no replay, que o último passo não chegou, que o calor ainda não acabou e o amor superou.

2 comentários:

  1. Que maravilhoso o seu texto! Amo escrever também, principalmente sobre amor e esses devaneios que nós, mulheres, temos a todo momento pensando naquela pessoa especial, hahahaha!

    Conheça meu blog! Beijooos da Flô! (:

    http://blogfloreando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela visita Virginia :) Escrever é uma terapia, a melhor terapia que existe depois da dança rs
    Estou indo visitar o seu blog, volte sempre no Tudo que se pode ler, beijos verdes com carinho ♥

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...