14 de agosto de 2016

Carta aos papais de redes sociais.

‘’Mamãe ama, mamãe cuida!’’ 

É em cima dessa frase que vi esses dias em uma postagem aleatória do facebook , que andei refletindo e resolvi conversar um pouco sobre. Esse texto questionava, em como nos dias de hoje, existem as famosas ''mamães de redes sociais''. Eu não concordo em dizer que a culpa disso é a idade, pois antigamente as mulheres tinham filho mais jovens que hoje, minha avó é mãe de uns 7 e começou a criagem aos 14, aliás, todos são bem criados, com amor, marcas de bambú nas pernas e educação (risos a parte).

Fiquei um tempo tentando encontrar uma razão para mães e pais que vivem essa vida de amor incondicional em rede social e na realidade, eu não encontrei um único 'culpado' ou motivo. No final dos pensamentos conclui que isso é simplesmente algo de dentro da pessoa, isso é uma mistura de carater, costume, cultura, medo e a principal, falta de responsabilidade. Porque covenhamos, a palavra filho, é sinonimo de responsabilidade, acima de tudo. 

Você se torna mãe, nasce uma vida, você (geralmente, normalmente) renasce e apartir daquele momento você se torna inteiramente responsável pela vida e o existir de alguém. Responsavel por exatamente tudo, pela alimentação, sono, tristeza, felicidade, necessidades, desenvolvimento, dor, conquistas, no começo 100% é tudo com vocês (pai e mãe), ao passar do tempo essa porcentagem vai caindo, sempre existindo um mínimo de porcentagem da opinião dos pais, na vida dos filhos.

Eu sou mãe, sou uma típica mãe de vida real e de redes sociais com prazer, adoro compartilhar um pouco do desenvolvimento do meu filho com amigos e parentes, também choro de madrugada porque não aguento mais amamentar ou passo noites em claro porque o Raphael está com tosse ou com febre. Isso me faz pensar de onde tiramos motivação para conseguir enfrentar tanta coisa que os pais enfrentam, especialmente nos primeiros dias de uma nova vida, e a resposta é amor!

Isso me deixou com uma pulga atrás da orelha e um tanto triste. Eu conheço de perto, bem de pertinho, diversos pais de redes sociais e a duvida que fica é, ''o que vocês sentem pelos seus filhos?'' Porque se responderem amor, eu direi que há algo de errado, muito errado nesse amor de vocês.

Nota: 
''Aos papais de redes sociais, vocês tem grandes vantagem em ser pais de longe, tem coisas que vocês jamais saberão o que é''

Vocês nunca terão que acordar de madrugada para trocar fralda.
Vocês nunca terão que passar horas com o bebê no colo esperando apenas que ele arrote para enfim dormir em paz.
Vocês nunca terão que levantar milhares de vezes na madrugada para trocar fralda, ou apenas checar se o bebê está de fato dormindo.
Vocês nunca terão que aprender no ato a dar banho em um ser tão sensivel, tão frágil.
Vocês nunca terão que sentir dor ao ver alguém furando o bracinho do seu filho.
Vocês nunca terão duvidas sobre quais leites pode dar.
Vocês nunca irão chorar de dor ao ver as mudanças no corpo e seio rachados e feridos.
Vocês nunca irão saber o que é ver sua mulher sofrer, chorar, se entristecer e você simplesmente nãos aber o que fazer para ajudar.
Vocês nunca irão passar horas na amdrugada ninando, fazendo charutinhos e tecnicas para acalmar o bebê.
Vocês nunca abrirão todos os pacotes de fraldas para testar uma a uma e saber qual a ideal para o bebê naquele momento.
Vocês nunca terão saberão o que é realmente medo quando ver o seu filho ter refluxo ou ficar 2 horas chorando sem parar com colicas.
Aliás, vocês nunca sentirão tanta culpa, ao ver seu filho com colicas
Vocês nem precisarão fazer dietas loucas para seu filho mamar um leite ideal.
Vocês nunca gastarão milhões testanto diversos leites em caixa para saber qual é o melhor para seu filho.
Vocês nunca terão duvidas sobre qual pediatra levar.
Vocês nunca vão perder tempo arrumando o guarda roupa milhares de vezes sempre testando todas as roupinhas, para ele usar tudo antes de crescer tão rápido.
Vocês nunca vão perder tempo lendo artigos de filhos
Vocês nunca irão checar a mala milhares de vezes para ver se colocou agasalho e os remedios que talvez precise.
Vocês nunca irão escutar o choro do seu filho, sem ao menos ele ter chorado.
Vocês nunca irão notar em como o pezinho dele e a mãozinha está crescendo rapido.
Vocês não irão cheirar todas as roupinhas até as fraldas RN
Vocês nunca irão chorar de aflição por passar horas deitada em uma única posição amamentando
Vocês nunca irão brigar com seu filhos e em segundos depois se culpar por ter reclamado do cansaço que els causam.
Vocês nunca saberão o que é ter amor por uma mala de maternidade
Vocês nunca saberão o que é tomar banho e comer em tempo cronometrado, encolindo comida e jogando água com sabão no corpo correndo.
Vocês nunca saberão o que é se desesperar para fazer uma festinha de mês/ano que caiba financeiramente no bolso e agrade a seu filho e parentes
Vocês nunca saberão o que é deixar o filho com parentes para ter descanso por 1 horinha e chorar de saudade.
Vocês nunca saberão o que é deixar filho em creche/babá/parentes e não conseguir viver direito, achando que está faltando algo.
Vocês nunca saberão o que é lavar minusculas roupas e cheirar todas ela depois de lavadas.
Vocês nunca saberão o que é passar madrugadas em hospitais por conta de gripes e morrer de chorar em ter uma noticia um pouco mais séria sobre a saúde do seu filho.

(...)

É vocês nunca saberão o que é passar por uma porção de coisas... A vida dos pais nas redes sociais parece ser tão fácil ne? Parece ser sempre tão perfeita e em todas as horas tranquila... Ah, papais de redes sociais, vocês nunca terão que passar por muitas, muitas coisas. 

Inclusive, vocês nunca saberão o que é, não saber explicar um sentimento ao ver seu filho nascer.
Vocês nunca saberão o que é sentir o copro nas nuvens ao segurar seu filho no colo pela primeira vez.
Vocês nunca saberão a felicidade que é ver o primeiro sorriso do seu filho.
Vocês nunca saberão como é gostoso acariciar o corpinho frágil e pequeno no seu filho no banho.
Vocês nunca saberão como é lindo os olhinhos dele adormecendo com uma canção de ninar e um carinho nas costas.
Vocês nunca saberão como é divertido trocar varias roupas, experimentar todos os presentes e ver como seu filho fica perfeitamente lindo em tudo.
Vocês nunca sentirão prazer em ver a maravilha de Deus, em te fazer capaz de alimentar seu filho 
Vocês nunca saberão como é gratificante ver seu filho de barriguinha cheia e até arrotando de tão satisfeito com o mamá.
Vocês nunca saberão como é gostoso ficar horas adimirando seu filho dormir
Vocês nunca saberão como é maravilhoso seu filho te procurar ao ouvir sua voz e responder com sorrisos.
Vocês nunca saberão como é observar o desenvolvimento do seu filho, como troca de cabeço, de pele e achar incrivel tudo isso.
Vocês nunca saberão como é engraçado fazer uma careca e ouvir a gargalhada do seu filho
Vocês nunca saberão como é empolgante, marcante e lindo notar que seu filho está virando na cama
De repente já está sentando, engatinhando e vocês não vão saber como cada pequena coisa dessa passa rapido e é tão, tão, especial.
Vocês nunca saberão como é gostoso, curioso e empolgante ver a reação dele a comer um novo alimento.
Vocês nunca saberão como é maravilhoso os primeiros passos vindo para o teu abraço.
Vocês nunca saberão como é (deve ser/será) gratificante um dia, alguém ter como objetivo de vida, te dá orgulho, por tudo o que você fez e se dedicou a fazer por esse alguém!

É paizão e mãezona, você se encaixa em que posição? #reflita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...