29 de setembro de 2016

Insignificante escada.


Você estava lá, apoiado naquele mudo observando a ‘’vista’’ que se pode ver daquele lado, não tão bonita quanto poderia ser, mas coberta de lembranças. Certa vez eu te disse que em todo lugar sempre haveria um pouco de nós, um lugar, uma música, um perfume no ar, ou até mesmo uma insignificante escada.

Quem dera eu pudesse garantir que todas as vezes em que você estivesse naquele lugar, respiraria fundo de olhos fechados e lembraria daquele dia, do beijo que deixou de me dar e o abraço que ficou no ar. Por algumas vezes cheguei a pensar que muitas coisas que você deixou de fazer, mudariam nossa vida.

Quem dera eu pudesse garantir que depois de lembrar disso, você poderia até sentir uma ponta de arrependimento, mas mais que isso, sentiria saudade e acabaria sorrindo. De repente um pequeno filme poderia passar na sua cabeça com todos os pequenos, rápidos e profundos momentos que passamos juntos.

Não gosto que você beba, mas tenho certeza que um copo de cerveja ou vinho, uma noite tranquila e a companhia de algumas músicas com certeza faria você viajar. Parado ali naquela varanda, de repente debruçado naquele muro, você olhe para cima na espera de me ver ali, a sua espera.  

Eu não estarei lá a sua espera como aquela sexta feira, mas em todas as vezes que me procurar em seus pensamentos espero estar lá, ou ali, com o mesmo amor de sempre para te dar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...