14 de dezembro de 2017

O que é um cinema depois de 8 anos e um filho.

A um mês estamos comentando que ''jajá faremos 8 anos de namoro''. Oito anos daquela tarde que o André me chamou para a casa dele com a intensão de assistir o filme 2012 e agarradinhos naquele sofá vermelho da mãe dele, ele me pediu em namoro, alegando que ''agora sim eu sei que te amo''.
Dentro de 4 meses ficando comigo? Bobinho, mal sabia o que era amar e eu falava para minhas amigas que se ele não me pedisse em namoro aquele mês, eu iria ''terminar'' com ele. Afinal de contas ele já deveria saber que me amava, estávamos ficando a 4 meses já, (morro de achar fofa essas lembranças).

Esse ano dia 9 caiu em um sábado, em todos esses anos o dia nove nunca caiu em um sábado, podem verificar, a astrologia, calendário e ano bissexto que são culpados. Data comemorativa em um sábado para um casal que gosta de comemorar entende-se com três dias de comemoração certo? Seria! Se não tivéssemos um fruto do nosso amor de dois anos e uma gestante na família prestes a parir no nosso dia.

Se eu for fazer um mix de todos nossos aniversários de namoro, teve final de semana com a casa só pra gente, teve jantar a luz de velas com surpresa, teve dia em sítio, teve noite romântica, teve barzinho, teve barzinho em viagem e por ai vai, enquanto isso, esse ano para entrar na história... 

Sábado dia 9 de Dezembro de 2017, papai saiu para trabalhar as 7, não era nem 8 ainda e lá estava eu, sendo acordada com uma fralda transbordando xixi quase no meu rosto, minutos depois, remexe daqui, remexe de lá, faz birra daqui, faz birra de lá e no meio da confusão eu tomei uma besta cabeçada no nariz, quando senti o sangue escorrendo fui obrigada a levantar da cama. 

Consegui 1 minuto para mandar um áudio dando parabéns ao André, esse ano não teria carta nem textão no privado, muito menos em rede social, não era nem 9 da manhã e eu já estava revoltada da vida, limpando um coco que o monstrinho do nosso filho resolveu deixar no chão da sala de jantar para chamar minha atenção. (ah o desfralde!)

As coisas não estavam muito diferentes do outro lado da linha, as dez o André respondeu meu áudio com um ''não posso ouvir estou dando aula'', logo mais um turbilhão de mensagens como, estúdio novo, obra, alunos, trabalho, contas, tenho que pintar o quarto da Carol, o Raphael vai se apresentar amanhã e um áudio ''estou na feira, levo salsa ou coentro?'' (Que dia!)

Achei que a hora não fosse passar, mas ao contrário disso, graças a Deus eu pisquei e já era noite. As coisas para a 1º apresentação do Raphael na escola estavam compradas e separadas, o quarto da Carol estava pintado, o Raphael já tinha dormido o sono da tarde e seus hormônios estavam no lugar... Enfim a nossa hora!

Tem quase 2 anos que André e eu não vamos ao cinema, algo que fazíamos sempre, incrível a diferença que foi ir ao cinema comemorar nosso aniversário de namoro, parecida nosso primeiro ''escurinho no cinema'', tudo tão maravilhosamente bom e feliz, embora tivéssemos escolhido um filme que nos fez chorar durante 1h 53m. Sem dúvidas essa comemoração ''simples'' foi ideal para entrar na história esse ano.

O filme Extraordinário que vimos vai entrar na história, essa semana comprarei o livro adulto e infantil do conto e assim que sair o dvd eu também comprarei, é o tipo de história que eu faço questão que o meu filho, veja, leia e escute. 

Bom, além do filme, o que também vai entrar para a história da nossa comemoração esse ano,  obviamente será o nascimento da nossa princesa Ana Carolina no dia 10 de Dezembro (eu disse que ela segurou um dia para não atrapalhar a noite romântica do Dindo dela, essa ai já chegou fechando com a gente rs), que ano meus amigos, que ano!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...