31 de outubro de 2014

Mais uma vez, nós dois.

Ele disse que estava tudo bem, eu sabia que era mentira, ele guarda muitas mágoas dentro daquele coração de pedra. Eu já senti tanta ternura ali dentro, porque hoje em dia só transparece frieza? A duvida fica aqui comigo.

Era uma manhã de domingo, quando eu abri os olhos ele estava lá me encarando tão calmamente, um olhar tão fixo e tão apaixonado, rapidamente eu fechei os olhos e dei um sorriso de lábios fechados. Logo em seguida o chamei para deitar do meu lado, convite recusado. Acho que a vergonha tenha sido a culpada.

A casa ficou vazia e ali ainda estávamos nós dois, nos olhando e tentando imaginar o que se passava um na cabeça do outro. De repente fui surpreendida, a seriedade em pessoa tomou uma atitude ousada e da maneira mais doce e calma possível me chamou para o quarto.

Eu poderia ter dito não, poderia ter recusado seu convite, assim como você fez comigo, mas se eu fosse imatura a esse ponto, eu perderia um momento mágico que levo comigo hoje. Me abraçou amigavelmente, me acolheu, me fez carinho, me admirou e principalmente, me amou.

Eu contei para minha amiga que na verdade nos dois não queríamos nada daquilo e que nosso caso era apenas ''uma fase mal resolvida', mas ela mesmo sorriu enquanto eu contava e retrucou, ''eu conheço vocês dois e posso ver um brilho no fundo dos seus olhos exatamente agora''. Vai ver ela enxergou demais, ou vai ver, nós enxergamos de menos!

30 de outubro de 2014

Minha boneca chamada Bruna

Minha memória é de elefante, sou daquele tipo que guarda datas comemorativas e aniversário até de pessoas que eu nem convivo. Sem querer lembro de detalhes que passam despercebidos e posso jurar de pé junto, contra a nossa ciência, que eu consigo ter lembranças de quando eu era criança.

Quando digo criança me refiro a uns quatro anos de idade, o que me surpreende, pois sempre que comento alguém retruca e diz que isso é impossível. Tudo bem, vai ver que essas lembranças sejam invenção da minha cabeça -tenho certeza que não, pois apesar da dona Maria Nilsa não ter sido uma mãe coruja ela tinha seu diferencial.

Minha mãe quando descobriu que estava gravida pegou um caderno pequeno, desenhou uma rosa verde e escreveu com uma letra cheia de charme ''minha vida'', esse teria sido um bom nome para meu blog se eu não tivesse a personalidade muito forte. Nesse caderno minha mãe escreveu da maneira mais doce possível meu desenvolvimento e varias aventuras minha, desde que existi até os meus cinco anos de idade

Hoje em dia sou casada, como confissão eu conto que levei esse caderno comigo e hora ou outra me pego lendo e relendo algumas coisas lá. De repente as tais lembranças que eu tenho sejam apenas imaginação de algumas coisas que eu leio (mesmo eu sabendo que não). Guardo outras lembranças que minha mãe esqueceu de escrever, como por exemplo, da noite de natal de 98.

Faltava menos de um mês para eu completar cinco anos, não conhecia meu pai e com certeza nem tinha ideia de que ele não era presente, muito menos o porque. Aquele seria mais um natal tradicional, com um mesão de guloseimas, família e vizinhos reunidos na minha casa, que estava sempre de portas abertas. Mas um detalhe marcou esse natal, alguém chegou com uma caixa enorme.

Largada no álbun de família tem uma foto onde a caixa está em pé do meu lado e acredite, a caixa era maior que eu, o que não era difícil, sou baixa e tinha apenas quatro anos. Eu não lembro minha reação, mas com certeza devo ter ficado extremamente feliz com aquele presente, pois além de ser para mim e não para minha prima mais velha, que sempre ganhava os melhores presentes, aquele vinha de alguém especial, do meu pai.

Forçando a mente, lembro que era uma boneca, uma boneca enorme de vestido amarelo com margaridas estampadas, eu guardo flashes desse momento, mas lembro bem da 'Bruna', que ganhou esse nome da minha mãe, irônico é hoje eu ter uma irmã com esse mesmo nome.

Não sei exatamente o porque e com certeza não vou saber, mas as fotos mostram que no final dessa noite eu estava com a roupa da Bruna e provavelmente ela estava com a minha. Os mais velhos contaram que eu não estava com roupa nova no natal e é uma tradição usar roupas novas nessa noite, quando ganhei a Bruna eu reclamei que até ela estava com roupa nova, então argumentei que ''como eu não estava, nós poderíamos trocar, minha roupa seria nova para ela e a dela para mim''.

Acho que a Bruna curtiu essa ideia, estamos bem felizes nessas fotos, foi um presente e tanto, ela ficou guardada na memória e me acompanhou por muito tempo. Espero que a criança que eu a doei tenha cuidado bem, como eu cuidei. 'Obrigada por ter sido minha amiga Bruna, por onde será que anda você?'

29 de outubro de 2014

Aula-Prática na Pares

Andei por muito tempo vagando a procura de algo para ocupar minha mente, me tirando dos 'problemas' de casa, estudo e trabalho. Assim até parece sermão de algum emburrado de 80 anos, vamos mudar esse começo.


Que a Pares Escola De Dança é um clima surreal e diferente de qualquer outro lugar, todos nós já sabemos, somente estando lá para entender de verdade o que cada um de nós quer dizer quando posta algo sobre a vibração excelente que é estar entre essas pessoas.

Meus amigos de segunda-quarta e terça-quinta sabem muito bem do que eu estou falando. Ando achando graça de mim mesma e brinco dizendo que preciso de um médico, pois estou completamente doente e viciada em dança.

É só disso que eu sei falar, comentar, brincar, fazer piada, lembrar, citar, respirar e viver. Um professor disse que esse é o vicio mais gostoso que alguém pode ter e me enviou aplausos, eu tenho que concordar.

Não quero me curar e cada dia quero me sentir mais envolvida, se tem um relacionamento sério que quero levar comigo a onde eu for, seja da maneira que for, esse é com a dança. Geralmente sexta feira tem baile na Pares -31/10 será especial Baile de Halloween, sinta-se convidado, mas quando a academia não promove baile, também não nos deixa de braços cruzados.

Uma vez no mês a Pares abre as portas para seus alunos com todo carinho, amor, dedicação, paciência e alegria, para uma excelente Aula-Pratica. A aula prática nada mais é que um 'baile' de luzes acesas, onde todos dançam com todos, ninguém fica parado e os professores ficam apenas observando, tirando duvidas, dando um help e corrigindo detalhes em nossa dança.

Tudo o que encontramos nessas aulas práticas são sentimentos naturais, como harmonia, alegria, satisfação, rendimento, vibração e interação. Sou suspeita para falar, meus amigos de dança dizem que tomei energético ao nascer, que minha animação é de 220 volts, que injetaram algo em mim e por ai vai.

Mas, não seria eu, se não postasse aqui, onde tudo que eu escrevo, é tudo que se pode ler, que não adiantaria tamanho amor por viver, se não tivesse uma academia repleta de pessoas tão maravilhosas quanto a Pares. Assim como não seria nada a Pares, se não houvesse tanta energia positiva de cada um que a frequenta.

Estamos com tudo e eu não vim fazer inveja em você e sim lhe fazer um convite, dança comigo?

27 de outubro de 2014

Enquanto não esqueço o vagabundo

Se você chegar mais perto juro, juro que não vou aguentar. A dias estou enlouquecendo apenas lembrando do seu olhar, imagina só o dia em que eu te encontrar. A, por favor tenha dó de mim, se afasta, vira as costas e me faz sofrer tudo de uma vez só, não posso suportar esse vai e vem, te ter apenas quando você quer não me faz bem, não me faz bem não.

Aquele dia em que você me ligou de madrugada eu tinha jurado não atender, mas meu coração dispara sempre que imagino ser você, aquela tua foto estampada no meu celular me estonteava, aquele toque somente para você me enfraquecia e foi dessa fraqueza que eu debilitei.

Eu deveria aprender a gostar mais de mim do que de você por um tempo chamado sempre, mas digamos que agora e hoje eu permaneço enfeitiçada, completamente amarrada, a espera de algum Príncipe que me tire a vontade louca de amar um vagabundo!

23 de outubro de 2014

Voando pela Pedro Antonio, apenas com uma madeira.

O sol ia embora mais tarde durante aqueles dias, ele ficava ali  namorando a gente mais tempo que o normal e deixando todos nós nos divertimos duas ou três horas a mais naquela ladeira com pedrinhas de brilhante.

Horário de verão, férias da escola, os primos dos nossos vizinhos passando férias lá, ladeira cheia, gritos, gargalhadas, vizinhos nas janelas e nós? Ali feito pintos no lixo, felizes para sempre, brincando. Era assim todo ano, por isso não consigo prender um suspiro profundo cada vez que lembro daqueles dias. 

O Anderson e eu éramos os mais aliados, não sei se porque  nascemos muito próximo um do outro, nas brincadeiras lá naquele prédio velho de escadas de lodo, nós dois sempre éramos líder e controlávamos tudo. O Rafael Polto era a ligação, ele sempre chamava todos, insistia, inventava motivos para manter todos juntos, era mandão e já me fez chorar varias vezes. O Victor era o mais engraçado de todos, era vivia em pé de guerra com o Renan irmão mais novo do Rafael que dava uma me maluco, os dois juntos eram uma dupla e tanto, os mais engraçados. 

A Liliane era a Dama da ladeira, delicada, meiga e amiga de todos. A Andressa era a mais misteriosa, só descia quando  a gente insistia muito e naquela época era muito zoada pelo irmão mais velho o Anderson. Alan sempre foi muito criativo, ele sempre fazia uma caixa de papelão virar um avião, panos velhos casinhas e por ai vai.

Ah, os brinquedos que o Alan criava, me fazem sorrir e me sentir feliz, ao mesmo tempo fico triste de pensar que as crianças de hoje em dia não tem essa infância, não tem esse gás nem terão essas histórias para contar no futuro. De verdade, me sinto mais crianças que elas, mesmo sendo uns dez anos mais velha.

Próximo ao Valongo as pessoas jogavam móveis velhos, ali nós nos criávamos, o Alan fazia uma fabrica de brinquedos, brincadeiras e idéias, era de lá que ele pegava as portas de armários velhas, separava uma para cada um e começava a competição.

Nós morávamos em uma ladeira bem íngreme e nesses dias de verão íamos para a rua com manteiga, casca de banana, oléo e até vela apelávamos. A idéia era ter a madeira mais deslizante e voar pela ladeira abaixo.

As senhoras na janela falando do dia-a-dia da vida alheia nem reclamavam, se assustavam com as quedas e os ematomas nos braços, por vezes os tombos eram feios, se não me engano a cicatriz que o Anderson tem no braço até hoje é lembrança dessa época. Mas na verdade todos sabiam que ali estava se concretizando uma infância maravilhosa. 

Eu era café com leite, a mais nova e mais frágil, geralmente descia na garupa de alguém com os chinelos nas mão que serviam de freios, me divertia ajudando meus parceiros a dar potência para nossa 'nave' e até o sol ir embora lá estávamos nós, gargalhando, brincando e sendo felizes.

ps: citei apenas alguns nomes nesse post, 
mas tinham muito mais crianças que guardo meravilhosas lembranças.

22 de outubro de 2014

Te ver e não te querer

A guerra passou, foi embora o furacão de tesão e levou junto a tempestade de desespero que veio lado a lado, agora deveria estar frio, meio sombrio e tudo estranho. Porém o calor dessa primavera está aquecendo uma chama dentro do corpo, guardado do lado esquerdo do peito.

Todos os dias desse mês lembrei como se fosse agora cada conversa, cada música, cada encontro e cada beijo. Serei sincera por um momento me deslizei com uma pequena declaração de amor sua, terá sido uma despedida? Pois bem, que tenha sido e se sim, foi uma bela, amigável e adorável despedida.

Disse por vezes que eu teria uma colher de chá e seria perdoada por querer você a cada dia desse mês, mas fico feliz por antes mesmo de chegar ao dia 31 já estar me policiando para voltar a ''te ver e não te querer'' eu estava indo bem e bem continuarei.

De você levo as lembranças de um bom beijo que roubei e um maravilhoso amor que ganhei. 
Ps: você foi a loucura mais doce e gostosa que já vivi, até!

Me acompanhe nas redes sociais:
                                                       Twitter | Instagram 

17 de outubro de 2014

Faz de conta

Eu não queria acordar com saudade, mas ontem durante a aula da faculdade alguém comentou sobre aquela música que a gente dançou, nem faz tanto tempo assim, se eu fechar os olhos consigo sentir o vento no meu cabelo enquanto você me jogava para o alto.

A essa saudade... Me fez ir atrás de você sem ao menos você saber, abri gavetas que eu mantinha longe de mim, reli cartas, sorri com algumas e até chorei com outras, a letra daquela música que você me escreveu me fez sentir um aperto no coração, foi o que me levou a correr desesperadamente a lembranças mais fortes.

''Nossa, esse nosso vídeo ainda mexe tanto comigo, o seu sorriso encontrando o meu a cada toque é sensacional, que harmonia, que sintonia, que ... Não, esquece! Preciso parar com isso agora!''

Viajei cerca de 30 minutos nesse passado tão presente, antes a felicidade me deixava ficar por horas naquele ambiente, hoje a dor da saudade e de repente da tristeza não me deixam ficar por muito tempo, como as coisas mudam.

Sem querer eu me deixei envolver por todas essas lembranças e me perdi sonhando acordada, como queria viver em um faz de conta, os finais são sempre tão felizes. Poderíamos fazer de conta que você ainda está aqui, fazer de conta que a canção está no replay, que o último passo não chegou, que o calor ainda não acabou e o amor superou.

16 de outubro de 2014


Cia Pares - Dança de Salão


Dentre os meus ''acho'', acho que já estamos no final do ano, reta final mesmo, se eu estivesse na escola com certeza estaria desesperada correndo atras de recuperar minhas notas de matemática, confesso que nunca fui boa com os números.

Exatamente por não ser boa com os números que andei procurando onde me encaixar, de lá para cá, de cá para lá eu escuto muito falarem que sou do meio artístico, que sou da área social, que eu deveria fazer jornalismo, pedagogia, algo que lidasse com o público, teatro, algo relacionado a desenho e por ai vai.

Vamos falar a verdade? Estou na crise dos ''vinte e pouco'' eu acho, (não deveria) mas ainda não me decidi bem no que eu quero, arrisquei em um curso técnico de segurança do trabalho, o que atrasou um lado muito maravilhoso que eu não deveria ter aberto mão desde que comecei, e esse algo é a dança!

Meu primeiro contato foi a muitos anos atras no Estúdio do Marcelo Moragas, esse ano eu voltei ''pra casa'' e me deparei com um lugar totalmente diferente, ar novo, pessoas novas, vibração nova, animação nova ... E que animação e que vibração e que pessoas (...)

Eu estou nos últimos meses no ano de 2014 pensando que eu nem imaginava voltar-começar a dançar e estou acabando esse ano levando isso como uma conquista. Obvio que irei falar sobre a dança, minha academia, meus professores, meus amigos e como minha vida mudou depois desse embarque mais umas milhares de vezes aqui, onde tudo que eu escrevo é exatamente Tudo que se pode ler.

Porém hoje, eu quero mesmo é mostrar para todos vocês as minhas inspirações os meus viciados em dança, que me fazem todo dia amar cada vez mais e mais todo esse novo mundo surreal que a dança me dá. Ai estão eles, a Cia Pares, os meus professores, os surreais, os melhores e um pouco do que eles amam fazer.


Só de olhar esses vídeos ja me encho de gás e vontade de correr para a Pares-Escola De Dança, digamos que esse post tenha servido também para homenagear meus queridos pelo dia de ontem Dia Dos Professores, então quero citar também alguns nomes que também são minhas inspirações na dança e que não aparecem nesse vídeo, Cristiano e Marcelo Moragas. Eu to simplesmente amando ser #Pares e quero levar esse amor para todo mundo.

Me acompanhe nas redes sociais:
                                                       Twitter | Instagram 

15 de outubro de 2014

#20VezesCarolinda ♥

Ela já foi morena, aliás quando eu a conheci ela tinha vários cachinhos pretos, já contei em um post especial somente pra ela como nos conhecemos e tirei risada de nós mesmas lembrando de cada detalhe (...) 

''Eu tinha acabado de entrar em um novo relacionamento, ela era apenas namorada de um amigo do meu namorado. Eles mesmo, nem eram tão amigos assim e eu acabei nem tendo abertura para fazer qualquer tipo de amizade. Eu lembro que eu a olhei dos pés a cabeça e reparei que aquela blusa cinza caía muito bem nela, so não me atraía nada era aquele rádio nextel na cintura, que gritava:
- Fofa, eu sou linda e rica!'' Continuar lendo

Mas hoje é um dia atípico e especial, hoje aquela Carol de 2009 está fazendo vinte anos, nem quero imaginar o que vai ser de mim quando ela começar com a crise dos ''vinte e poucos'' -rs. Eu achei que a Carol fosse barraqueira, fosse pinga fogo, falasse alto, colocasse mão na cintura, até que ela batesse palmas na hora de gesticular, mas na verdade ela é bem pior que isso, ela sabe ser assim somente na hora certa e com a pessoa certa e isso é incrível, rs, a gente nunca sabe quando ela é capaz de colocar a garra pra fora e atacar.

A Carol na realidade é doce, é mãe, é meiga e apaixonada, ela tem suas próprias tiradas e se eu fizesse um caderninho com os bordões dela eu ficaria por horas rindo e tentando imaginar de onde ela tirou essas coisas.

A Carol é minha amiga loira de dois filhos que deixa muita gente sem palavras e conquista todo mundo por onde ela passa apenas sendo ela mesmo. Ela não curte esse negocio de mostrar ser quem não é, nem de muito lenga, lenga, ou gosta ou não gosta e fim.

A Carol me pede atenção a todo momento e eu vivo a vida com ciume dela, minhas outras amigas não veem Carol e eu como 'amigas' e sempre brincam cmg porque todo final de semana que estou com elas e não com a Carol, elas já sabem que estamos 'brigadas' pudera, brigamos igual namorados.

A Carol é movida por sentimentos, palavras, abraços, beijos, histórias, emoções e amores ♥
De repente ela assume a maior idade e me trata como filha, chama atenção, se preocupa e dá aquele conselho que no final sempre parece ''essa é a minha opinião, mas você pode ir pelo seu caminho''

É, essa é realmente a Carol, que sonha junto comigo, que eu ganhei de Deus, que eu vou levar comigo e que hoje, está de parabéns, vinte anos de saúde, beleza e sensualidade, rs, eu te desejo mais uns cem, de paz, amor, dinheiro, saúde, beleza e mais sensualidade, muitos aplausos de pé, porque hoje é teu dia, eu te aminho

Me acompanhe nas redes sociais:
                                                       Twitter | Instagram 

14 de outubro de 2014

Aquele alguém


Ele tem um sorriso simpático, uma gargalhada diferente, um jeitão de homem sedutor, uma voz hipnotizante, um perfume envolvente, um olhar fixo, apaixonante. Ele tem estilo, tem presença, é simpático, não mede conselhos, é amigo, é carinhoso é calmo é sereno.

Cílios grandes, lábios carnudos, sobrancelhas grossas e bem feitas, bom gosto, bom papo, boas ideias, cheiroso, tem talento, é jogador, sabe realmente onde me envolver.

Me faz rir mesmo quando eu não quero, me faz chorar até sem querer, domina uma alta tensão dentro de mim e mora no meu pensamento. Ele não faz ideia do bem que me faz, mas faz isso tão bem..

Me acompanhe nas redes sociais:
                                                       Twitter | Instagram 

13 de outubro de 2014

Você mal sabe como me deixa assim, tão assim.


Fico louca quando você me mostra  aquela outra pessoa escondida dentro de você, eu vou mesmo a loucura, eu viajo em minutos, dou a volta ao mundo, seguro tua mão, te abraço, te beijo, te levo juntinho comigo.

Você olha disfarçado, mal me encara nos olhos e quando eles se encontram ficam segundos grudados um no outro,nesses segundos passa uma corrente acelerada e avassaladora de energia boa até meu coração, de repente ele bate mais forte e nesse de repente minha perna fica fraca e meus dedos gelados.

Tudo nesse conjunto me soa perfeito, como uma canção bem cantada , como uma voz bem afinada, como um vento leve em um por do sol maravilhoso. Seus cílios grandes me deixam encantada, sua sobrancelha, sua pele, seu sorriso, seu sorriso!

Me envolve, me faz sorrir, me acalma, me faz bem, quanto poder em apenas um sorriso! Você deveria saber como tem poder sobre mim. Sua gargalhada, preciso falar, com certeza eu preciso falar... Fico completamente louca, a vontade é de voar em cima de você e não te deixar sair de maneira nenhuma, teu jeito homem, mostrando poder e domínio sobre mim, você mal sabe como me deixa assim.
Me acompanhe nas redes sociais:
                                                       Twitter | Instagram 

Uma vez bloguei e nunca mais parei

Onde estão as palavras? Ha tempos não escrevo, falta de inspiração, falta de gás, falta de vergonha na cara, preguiça, falta de tempo ou apenas falta de leitura.
Escrever é algo que eu sinto ser natural dentro de mim e se no momento que eu começar a fazer isso eu me sentir presa, sufocada e limitada, nada sai.

''Viviane onde estão suas palavras? Viviane me conta do seu dia, o que te fez sorrir hoje, me escreva!! Ando sentindo muita falta sua, me diga com encaixes bem feitos entre as palavras o que te deixou angustiada, seus sonhos, seus planos e o que você achou de interessante na história que ouviu hoje. Me conta sobre aquele seu amigo do passado, aquele seu primeiro amor, aquele carinha que mexe contigo, Me conta até sobre seu café da manhã, mas não deixa de me escrever, com amor, Tudo que se pode ler.''
Me acompanhe nas redes sociais:
                                                       Twitter | Instagram 

1 de outubro de 2014

De Outubro para Outubro


Há Outubro, carrega a primavera, delicia de estação, o sol fica mais forte e todos os lados mais floridos, contigo eu ganho uma hora a mais do dia, é sempre em você que inicia o maravilhoso horário de verão.

Você me trás lembranças, angustias, aventuras, felicidade e amor, que gostinho de amor. Posso sentir daqui e você mal começou. São Francisco comemora seu dia nesse mês e posso garantir que esse é um Santo de memórias marcantes na minha vida.

Esse mês é repleto de comemorações e o libriano deste mês é doce, carente e amável como você, mês de outubro. Você me trás muitas lembranças, fortes emoções e eu sei que dessa vez vou a mil por hora segurando meu coração.

''Vamos viver tudo que há pra viver, vamos nos permitir''
Me acompanhe nas redes sociais:
                                                       Twitter | Instagram 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...