4 de outubro de 2017

Mágica


''Você chamou a galera para almoçar na sua casa aquele domingo, fingir que não existe nada entre a gente não é difícil já que de fato não existe, mas fingir caras e olhares é quase impossível. Eu nunca soube disfarçar, quanto mais agora. 

Estava aqui pensando em algo que fosse, lindo, meigo, atraente e principalmente viciante. Viciante mesmo, quase que como uma droga. Eu nunca experimentei droga nenhuma, mas eu sei que vicia e você também! 

O dia estava tão lindo, aquela vista da sacada faz suspirar paz. Eu não estava nem ouvindo a conversa sendo jogada fora na mesa, minha cabeça estava longe imaginando uma noite, aquela vista, nós dois rindo, bebendo um vinho e conversando sobre a vida, sonhos, planos... Aquele tudão que é a nossa cara.

No fundo ouvi você me chamando e voltei a realidade, a comida já estava na mesa, concordei com a cabeça o que você perguntou, mas nem havia prestado atenção. Você levantou, saiu, voltou e disse: 
- Coloquei uma música, com aquele sorriso ''sem intenção'' cheio de más intenções que poucos reconhecem.

Silêncio na mesa, todos concentrados em comer, quando de repente tocou aquela bendita introdução. Iimediatamente, sem controle nenhum, sem vergonha nenhuma e principalmente, sem noção nenhuma, nós dois levantamos o rosto olhando um para cara do outro e caímos na gargalhada.

Todos ao redor nos olharam com um ponto de interrogação no rosto e começaram a rir junto, enquanto nós dois ficamos lá, com aquele olhar empolgado ''sem intenção'' cheio de más intenções por tras dele, vai entender.''

Toda vez que essa música tocar eu irei lembrar dele, toda vez que eu sentir saudade e quiser lembrar vou escutar essa música. Eu tenho certeza que essa música faz ele pensar em mim. Toda vez que ele ouvir essa música ele vai lembrar de mim. 

Ele me mandou essa música porque a essência dela parece comigo, a leveza dela sou eu, o ritmo dela é o meu ritmo, a melodia dela é o meu jeito... A letra dela eu já não sei, mas todo o enredo basta.

12 de setembro de 2017

Um blábláblá sobre o Raphael

Parece que ontem eu estava lá, em jejum desde as 9 da manhã, sendo internada as 16, para ter meu filho dos braços somente as 23:11 da noite, então acordei e já se passaram dois anos daquele dia, 24 meses, 730 dias agarradinha, coladinha nele.

Tudo ficou mais bonito, gostoso, divertido e melhor depois que o Raphael chegou, é incrível... Irei comemorar todos os anos da vida do meu filho sempre, do jeito que for, seja bolinho, festinha ou festão, o Raphael foi a melhor coisa que eu já fiz na minha vida, eu sou completamente, inteiramente, loucamente apaixonada por tudo nele.

Apaixonada pela forma dele olhar, andar, falar, até a forma dele respirar eu amo. Amo quando ele chora, quando ele sorri, quando ele me namora, quando ele me abraça, quando ele segura meu rosto com duas mãozinhas gordas, pequenas e diz: ''mamãe, eu amo você, eu amo você!'' -começo a rir e chorar ao mesmo tempo.

Eu amo em segredo até mesmo quando ele me deixa de cabelo em pé, quando faz birra, quando eu tenho que ser durona e deixa-lo lá sentadinho de castigo, ignorando o choro (do réu culpado), fingindo que não está doendo em mim, quando na verdade estou chorando mais que ele por dentro.

Outro dia mesmo, teve que ficar na cadeirinha do pensamento quase 10 minutos até me pedir um mísero ''disputa'' (desculpa), motivo? Queria impor por fina autoridade que era grande o suficiente para me ajudar com os preparativos da sua festa, manuseando uma tesoura com ponta!

Falei umas 5 vezes que não podia e perdi as contas de quantas vezes mudei a bendita de lugar, em uma ida ao banheiro, ele me apronta a de subir na mesa para pegar a tesoura em cima da janela, foi o extremo. Um grito e castigo!

Eu grito com o Raphael, acho errado gritar com os filhos, mas eu grito com o meu, grito até mais do que deveria, eu acredito. As vezes estamos brincando de fazer show, ele no violão e eu com o controle remoto de microfone, quando noto, já estou berrando. Tem dias que eu invento de brincar de histórias que crio e toda vez que imito o dragão eu grito, fora as vezes que deixo ele na sala sozinho vendo TV e vou para cozinha. Eu não consigo ficar 5 minutos sem ouvir a voz dele ou vê-lo, já acho que aconteceu algo ou na certa ele está fazendo besteira, então é certo aquela comunicação a base de berros: ''Filho? ta fazendo o que?''

Tem dias que o Raphael me deixa maluca! Maluca mesmo! Eu fico parada girando olhando a casa de pernas pro ar, dá uma crise existencial extrema, parece que por uns minutos eu não sei quem sou eu e porque estou vivendo essa situação, ai dá vontade de gritar também, mas nesses momentos por incrível que pareça, nunca gritei, a não ser em 'caps lock' no whatsap para o André.

Curioso é como toda mãe é igual e todas elas se perguntam se todas passam pela mesma situação. O pai pode ser literalmete um super pai e fazer de tudo, mas nada no mundo vai substituir a pressão que é ser mãe. Assim como nada nessa vida conseguirá descrever a maravilha que é ter um filho!


22 de agosto de 2017

Clubinho de Ofertas #dicademae


Olá papais, titios, padrinhos e irmãos mais velhos que curtem levar os ''bigojunior'' para passear, quais os passeios legais que vocês fazem com eles?

Lá em casa, tanto André quanto eu, sempre convivemos com crianças, mas não tínhamos esse hábito de passeios infantis. Vivíamos falando que quando fossemos pais, seriamos aqueles pais que não passariam finais de semana em casa, sempre teria algo legal em família, nem que fosse acampar no quintal ''fora de casa''.

E não é que viramos exatamente esse tipo de papais? Raphael é mais arruaceiro que André e eu juntos, é como dizem ''filho de peixe, peixinho é!'', quando não passeia com a gente, vai passar fds na casa das vovós, nem preciso dizer que ele nem lembra que eu existo nesses dias ne? O bendito mamazinho de todos os dias então...

Como dicas na web são sempre muito bem vindas, hoje eu vou deixar a minha aqui, para quem está buscando coisas legais e baratinhas para fazer com o bigojunior de casa rs.

Ja ouviram falar no clubinho de ofertas?
olhem o site aqui Clubinho de Ofertas.
Lá vocês podem pegar varias promoções e curtir varios teatrinhos e musicais com os pequenos por um preço muito em conta. Podem filtrar pelo local e escolher eventos próximos de vocês. Fazem o próprio login de vocês e tem acesso rápido e exclusivo a algumas coisas.

 Lá em casa, conseguimos pegar o último dia da peça  ''Pinóquio no circo''. O Raphael amou, ainda mais porque esse foi o tema da sua festa de aniversário de dois anos (esse ano) e ele se sente super íntimo do boneco Pinóquio, rs. Interagiu com os atores todo tempo, não dormiu, riu e questionou algumas coisas, foi um dia muito gostoso em família, por isso deixo como idicação. 

O tempo passa rápido demais e jajá a vida vai te cobrar boas lembranças, então vamos cria-las agora né? ♥

1 de julho de 2017

Diretamente dos Clássicos da Disney, Raphael faz 2.

E lá estavamos nós, de frente para a entrada da casa de festa, mais um ano, mais uma comemoração, mais um grande dia, mais, mais, mais... mas...


Esse ano eu me preparei para absolutamente tudo, parece piada dizer que me preparei quando comecei a ''organizar'' as coisas 3 meses antes da festa e as lembrancinhas coloquei a mão na massa um mês antes, aliás, todas as lembranças foram finalizadas um final de semana antes da festa.

Mas verdadeiramente eu estava preparada, eu tinha uma decoradora extremamente comprometida e competente, um fotógafo atencioso, de cliques maravilhosos, doces modelados de ótimas indicações, tinha feito diversas lembrancinhas uma mais detalhada que a outra e tinha uma casa de festa de boa indicação, ou, pelo menos, achava que tinha.

Eu estava tão segura, tão tranquila, que mesmo com os imprevistos de última hora eu estava tranquila,tinha certeza que apartir do momento que eu entrasse naquela porta, tudo estaria tão maravilhoso e encantador que eu não teria mais nenhum problema e seriam 4 horas inesquecíveis de festa. E foi, graças a Waleska.

A decoração estava tão, tão, mais tão linda que eu só consegui chorar e abraçar forte a minha decoradora em seguida e se eu não tivesse feito questão do trabalho dela e tivesse confiado em tudo o que a Casa de festa Ki Auê havia me oferecido, infelizmente, o segundo aniversário do meu filho teria sido um fracasso!

Mas, é aquilo, um trabalho bem feito sempre dá certo, é sucesso e gera bons frutos. Estou me referindo totalmente a Waleska Ferraz, ao Bruno Jeanz, as meninas dos doces modelados e a meus ajudantes na confecção das lembrancinhas.

Mas vamos a fofoca, que eu sei que vocês querem saber e eu estou louca para falar mal e falar bem de quem merece. Vou deixar os links aí embaixo para facilitar vocês a lerem exatamente sobre o que querem saber, (todas as postagens são grandes).

Senta que lá vem história...
[Ler sobre]

''Abiga'', muito, MUITO, M U I T O obrigada, você me fez a blogueirinha mais feliz da vida, quero muitos outros trabalhos com você. Sem dúvidas essa foi a sua decoração que eu mais gostei e não é porque foi minha. Você me fez chorar de amor... Quero mais festas, aliás, quero fazer todo mundo sentir essa felicidade que eu senti dia 01/07/17 ♥

Bruno, muito obrigada pela paciência, bom humor, cuidados, atenção, etc, etc. Aplaudindo seu trabalho de pé, não abro mais mão de você de jeito nenhum! Você e a Leticia sem dúvidas fizeram esse dia ser lembrado da melhor e mais bonita maneira que existe!! ♥

Marcelo, espero que outros clientes tenham sorte na loteria que é contratar uma festa na sua casa de festa. Desejo organização e uma equipe que preste, pois sua ideia, espaço e atenção com os clientes, valem mais do que você oferece!


2º Ano com Waleska Ferraz

Como já espalhei em outras redes sociais, esse ano quem escolheu o tema da festa do Raphael foi a Waleska, logo depois da festa de um ano. Falar do trabalho da Waleska sem falar da visão dela sobre festas, decoração, lembranças e principalmente temas, é impossível!

Ela adora coisas diferentes e temas diferentes, eu nem gosto ne? -ironicamente. Antes de ser mãe eu não tinha nenhuma noção de valores para festas, buffet, ornamentação etc, hoje encho a boca para falar, vale a pena pagar sim e o pouco que sei hoje, aprendi com a minha decoradora, sempre jogo aberto e claro, do que é bom, melhor, caro e barato! Muitas vezes o barato sai caro, muito caro até, eu por exemplo, tive varios problemas com a casa de festa.

É assim com decoradoras também, te cobram barato, você acha que ta valendo a pena, quando vai ver, se arrepende. Trabalho feito pensado totalmente só no valor $$, de longe dá para notar que não tem nenhum amor no trabalho.

André sempre diz que o nosso primeiro negócio (Waleska e eu) deu em amizade, pois somos muito parecidas. Sim, concordo, mas até hoje não conheci ninguém que não elogiasse o seu trabalho e seu profissionalismo. De 10 trabalhos dela sendo avaliados, 9 tiram nota 10 e aquele 1 que não tirou 10 é porque a cliente travou a liberdade de criação dela e quis uma decoração exatamente com seu gosto próprio.

Ano passado fui libertar a coitada uma semana antes da festa. Então, combinei com ela que esse ano eu faria tudo como ela indicasse e fosse guiando. Resultado? Todas as fotos que vocês podem ver no link abaixo:


Quem leu a postagem sobre a casa de festa (link aqui), já sabe a história, para quem não leu, vou resumir, a casa atrasou o trabalho da Waleska em mais de uma hora no dia da minha festa. Além de só abrirem a casa uma hora depois da marcada, eles ainda foram limpar o espaço onde ficaria a minha decoração.

Comentei que qualquer leigo em festas, imagina que não é possível fazer uma arrumação em uma hora, muito menos uma grande. No entanto, eu não sei qual a mágica que a Waleska fez e mesmo sendo totalmente prejudicada, conseguiu me fazer chorar de emoção e respirar amor todas as vezes que vejo as fotos e relembro desse dia.

Gente, pausa, eu estou falando muito sério, estou muito apaixonada pela festa do Raphael, toda hora olho as fotos, quero fazer outra festa dessa mais mil vezes, me contratem , quero fazer lembrancinhas, eu acho que estou até em depressão pós festa hahahaha'

Foram longos meses que passaram voando, pensando nessa festa, eu podia ver a Waleska vivendo realmente minha decoração, aliás, sempre que falo com ela sobre negócios e trabalho eu a vejo respirando as suas festas, ela é como uma maquina, em um momento está nos clássicos em outro nos mais famosos, em outro nos mais queridos das crianças, fora os noivados etc etc... 

Vez ou outra ela aparecia com alguma novidade relacionada ao meu tema, tudo que ela comprava de novo eu queria ''poder'' proibi-la de usar e guardar para a minha festa. Umas das caracteristicas da Waleska, além dos temas diferentes que ela faz e a forma que ela os apresenta, é seu estudo quanto a seu material, podem fuxicar os albúns dela, sempre tem material novo e em ótimo estado. Mas é o que eu sempre digo para ela, não adianta material de alta, se a pessoa não tiver dom, não rola!

Se eu for postar as nossas conversas aqui, vocês vão morrer de rir. Ela é uma profissional super séria, responsável e atualizada, mas é uma amiga muito da agitada, engraçada, descontraída e fala que eu falo muito, mas ela fala mais ainda.

Voltemos a Waleska Ferraz profissional. Quando a mãe não é muito familiarizada com festas, lembrancinhas etc, ela ajuda demais, dá varias indicações certas e idéias  maravilhosas, quando a cliente quer uma festa bem elaborada né.

E foi o que aconteceu comigo esse ano, primeiro ela veio com um convite sem palavras que mais parecia lembrancinha. Ainda está sendo comentado e será por muito tempo. A mamãe aqui que fez, com muito amor e ajuda do papai e dos estagiários, já tem gente fazendo encomenda dele na @arteszih. 

Com o tema Pinóquio, nada combinaria melhor que um convite em formato de livrinho, com título, ''Pinóquio em, Raphael faz 2'', não é mesmo? Olha que graça ficaram:




Depois dos convites ela veio com as inspirações de algumas lembrancinhas, claro que a mamãe aqui mergulhou nessa área, essa é a minha parte, o meu mundo, onde eu me faço e ainda arrasto as pessoas comigo. Sou louca por scrapbook, scrapfesta, cartonagem e por ai vai.

Aliás, só lembrando que todas as lembranças da festa do Raphael estão a venda na @arteszih, só entrar em contato comigo e criamos um orçamento rápido e baratinho.

Por último, a Waleska me veio com a sugestão que na minha opinião foi a mais importante, a que eu mais gostei e que não abro mais mão nas minhas festas, os doces modelados ♥ O que não vai deixar a sua festa mais bonita se não tiver uma boa profissional com a decoração. Gosto sempre de deixar claro, pois uma coisa leva a outra e o conjunto de bons profissionais é que levam ao resultado maravilhoso que você está esperando e vai amar.

A indicação que todo mundo estava ansioso para ter ne? Bom, vamos lá, as minhas meninas de mãos mágicas. Contratei três mulheres diferentes, que já trabalharam em outras festas da Waleska e cada uma delas tem seus prós, contras e resultados nos trabalhos.

Comigo, a Waleska criou uma lista que ela achava legal ter na festa e dessa lista fomos acrescentando e tirando algumas coisas, fazendo uma outra lista, daí, enviei a lista para as 3 meninas e fui pegando de cada uma o que era melhor para mim.

Nas fotos da festa (link aqui), eu coloquei nas legendas dos doces, quem fez o que, para facilitar vocês na compra. Abaixo segue minha listinha de cada uma e um pequeno resumo sobre a contratação:

Docinhos de leite em pó - Nota mil, maravilhosamente gostoso!
Brigadeiros com modelagem 
Donuts amarelos com detalhes coloridos - meus convidados e eu amamos.
Pão de mel em formato de livro - Reproduzindo os convites. Foi o que mais chamou atenção na mesa.
Biscoito modelado no tema - Não achei gostoso, mas a modelagem estava muito bem feita.

Todos os doces da Carla eram recheadíssimos. O que nais fez sucesso foi o Pão de mel em formato de livro. Uma loucura total, era o convite da festa comestível, foi o que eu mais gostei também. Outro que amei foram os modelados de leite ninho, Senhor, que delícia, só de lembrar dá vontade de comer. A Carla é super atenciosa e o trabalho dela me deu gosto, tudo muito explicado, detalhado e certinho, ficha do pedido etc. Com certeza indico e recontrato.

• Arte Doces - Caroline Oliveira
Porta Retratos vermelho e amarelo com a foto do Raphael e com a imagem que usei nos personalizados - Delicioso, chocolate puro, preto e branco.
Porta Retrato dourado formando o nome dele ''Raphael''
Bombons com modelagem, livrinho do Pinóquio e chapéu do grilo - MARAVILHOSOS, recheadíssimos, e a modelagem perfeita.

De todos os doces que comprei o que mais gostei foram os bombons da Carol e também foi um dos mais votados pelos meus convidados, todo mundo amou, além disso, a modelagem estava perfeita e eu escolhi algo bem detalhado e ela fez perfeitamente, fiquei surpresa e apaixonada. A Carol é um amor também. super atenciosa, responde rápido e organizada.

Cupcake Chantilly Mini - Muito fofinhos e gostosos
Pirulito Personalizado - Eu escolhi o branco, não imaginei que ela fosse usar a modelagem branca no pirulito branco, então achei feio, mas gostosos.
Cake pop personalizado -  Não sobrou para experimentar
Bombom Recheado personalizado - Bonitos e gostosos.

De todas a Verônica foi a única que tive um pequeno problema quanto a maneira de tratar um cliente. Um cliente não está pedindo um favor e sim, pagando por um serviço. Talvez o problema seja a maneira muito atenciosa que eu trate os meus clientes e sempre espero ser tratada da mesma maneira. Mas nada a reclamar quanto ao seu trabalho, gostosos e bonitos, apesar de ter notado uma pequena má vontade nos meus personalizados tendo em vista os outros trabalhos dela.

Bolo Fake, um trabalho extremamente delicado, que ficou perfeito.

Caixinhas em Biscuit.

Suspiros que enchi todas as lembrancinhas - todo mundo amou.

Os maravilhosos brigadeirões coloridos. Gente, muito, muito, muito gostoso.

Por fora, contratei mais um serviço, que também foi essêncial na festa do Raphael.
A madinha fez bolo de pote azuuuul, que representou o mar da baleia azul, nada mais perfeito né? Fora que estava uma delícia, meus convidados amaram e o Raphael amanheceu o dia seguinte pedindo ''bolinho mamãnhê''

Esse aqui é o doce que reproduziu o convite do Raphael, que eu tanto amei e na outra foto.. Ah, na outra foto é a mamãe e o papai comendo o convite pós festa -risos.








Bom, como falei, esse ano descobri que uma bela decoração requer muito mais que uma mesa e um painel. Eu já disse e repito, depois que eu conheci a Waleska minha vida mudou pra melhor (brinco com ela assim).

Sem ela, nada daquele show de decoração teria acontecido, eu não saberia nem por onde começar, quem contratar, onde encontrar e tudo mais. Parece que depois que contratamos a Waleska fazer festa fica fácil, porque covenhamos, fazer festa é difícil pra caramba, fico imaginando mamães de primeira viagem.

Vou finalizar a postagem rasgando elogio a quem merece sim! Pois ela salvou minha festa, ela me fez chorar de amor, ela me fez olhar e querer reolhar as fotos da festa a cada minuto, ela me ensina coisas a todo momento, ela me deu as melhores indicações, a melhor ideia de convite do mundo, ela faz as decorações que nos deixam sem ar, ela é meu cérebro no corpo de uma taurina de coração mole e ainda consegue ser, mãe, amiga, esposa e dona de casa, vai ser como ....

Obrigada ''abiga'', muito, MUITO, M U I T O obrigada, você me fez a blogueirinha mais feliz da vida, quero muitos outros trabalhos com você, aliás, quero fazer todo mundo sentir essa felicidade que eu senti dia 01/07/17 ♥

[Ler Sobre]

• Casa de festa Ki Auê
• Bruno Jeanz (todas as fotos da festa)

Casa de Festa Ki Auê - Tijuca.

Um dia antes da data da festa (sexta feita) o André foi até a casa de festa levar a cerveja, encontrou o Marcelo (dono da casa) que com todo cuidado do mundo fez questão de confirmar a hora que começaríamos a arrumação da nossa festa, já que não seria a decoração que a própria casa oferece.

No geral, donos de casa de festa tem medo dos clientes levarem decorações de fora por alguns motivos específicos. Um, a decoração ser feia e difamar a casa, dois, a decoradora demorar a recolher os móveis e atrasar a festa seguinte, três, a decoradora atrasar a arrumação e atrasar a própria festa do cliente. Então o Marcelo, (com todo esse receio), fez questão de confirmar que as 9 horas a Waleska teria que estar lá como combinado.

Sábado - dia da festa, eu acordei as 9, feliz demais da conta, leve, tranquila e serena, quando abri meu whatsapp e não vi nenhuma mensagem da Waleska... Eu já sabia que algo estava errado. Mandei um ''bom dia sim'' como de costume e a mensagem não chegou, eu pensei, ''bom, ela já deve estar descarregando os itens da decoração'', procurei ficar calma e fui adiantar as coisas. Quando deu 9:30 me liga a Waleska um tanto quanto tranquila demais pela situação e simplesmente me fala que estava lá na porta da casa de festa desde as 9 e não tinha ninguém para abrir a porta.

Eu gelei na hora, peguei todos os números que tinha e comecei a telefonar para todos eles desesperadamente, acredito que tenha feito umas 20 chamadas para o número de dentro da casa e umas 10 para o celular que nem chegava a chamar, nem as mensagens que eu enviava pelo whatsapp chegavam neles, como se estivesse realmente desligado. Primeiro descaso, como assim no dia da festa perder o contato com o cliente?

Mais uma vez procurei manter a calma e só fiz apenas uma pergunta: ''Waleska, vai dá para fazer a decoração?'' Era como se eu estivesse sentindo que era a única coisa que valeria a pena na festa. As 10hrs a funcionária deles, (responsável por nos atender as 9), abriu a porta da casa de festa. Ela estava simplesmente com uma cara que dizia: ''Estava até agora dormindo!''.

Quando a Waleska entrou na casa, surpresaaa... A casa estava suja e com ''restos'' decoração da última festa ainda lá. Ou seja, ela nos atendeu com uma hora de atraso, e a casa ainda estava suja! Já havia passado das 10 e ainda teria que esperar eles limparem a parte da decoração para começar a arrumar a minha, só para relembrar vocês, minha festa estava marcada para 12 hrs.

Fiquei pensando, como é que eles fazem as decorações deles? Qualquer ser humano leigo em festa, sabe que não tem como arrumar uma decoração em menos de uma hora. Teria sido mesmo um imprevisto?

Bom, cheguei na casa de festa 12:20 e mesmo que alguns detalhes notoriamente ainda não estivessem terminados, meu coração ja estava tremulo com a decoração. Fui cumprimentar meus convidados e de cara vi que (naquele momento, já meia hora de festa), ninguém havia comido nem bebido nada, fiquei sem entender, quando fui abordada pela Nathalia, esposa do Marcelo dono da casa de festa, ela estava totalmente assustada e visívelmente nervosa, aquilo me deixou tensa.

Lá vamos nós para o segundo episódio, continua lendo que a fofoca foi grande! Algum cliente muito infeliz (ou não cliente e apenas uma má pessoa mesmo) resolveu deixar sua crítica à casa e aos donos da maneira mais absurda que já vi.

Criaram uma página no facebook colocando fotos pessoais de ambos com frases, memes de total baixo calão e xingamentos a eles. Bom, no momento que a Nathalia me mostrou isso, eu até me fragilizei, entendi o desespero dela e cheguei até a me senti afetada também, quem me conhece sabe como defendo os meus e ali estavam difamando os donos da minha casa de festa, sabe?

Quando ela disse que teria que estar fora da casa durante minha festa para ir a delegacia resolver essa situação eu já fiquei um pouco insegura, afinal de contas, nenhum trabalho funciona sem um líder (eu penso assim). A primeira pergunta que fiz foi, quem estaria responsável pela festa? E então ela me desespera mais ainda, falando que seria a mesma que ficou responsável de abrir a casa as 9 e só abriu as 10.

Mais uma vez, respirei fundo e tentei pensar que estava tudo sob controle, cheguei a me despedir do Marcelo e da Nathalia dando maior apoio pela situação que eles estavam passando. Outro cliente ali, já teria surtado, com toda certeza, aquele velho ditado ''antes ele do que eu''.

Além disso, a casa é deles, o nome é deles e antes de tentarem limpar o nome em uma postagem anônima em rede social, poderiam ter tentado não ''estragar'' mais uma festa.

Quase uma hora de festa e eu já havia ido a cozinha mais de 15 vezes, eu não consegui ver comida na mesa dos convidados em nenhum momento da festa praticamente. Todas as vezes que ia no corredor que dá acesso a cozinha uma garçonete que deveria beirar os 17 anos me fitava com um olhar de preguiça que eu voltava até sem jeito para o salão. Não vou nem contar o que me deu vontade de fazer com ela...

Eu já estava cansada de ir a cozinha suplicar atenção aos meus convidados. Cansada de olhar aquela cara de preguiça de uma menina com um fone de ouvido e um celular na mão, que estava esquentando o macarrão com uma camisa escrito ''limpeza'', trabalhando com o maior desanimo e tristeza que já vi na vida!

Eu so posso ser amaldiçoada com relação a comida/garçom/bebida nas minhas festas, não é possível! Desde o meu chá de bebê eu tenho problema com isso. A comida estava ali, a bebida estava ali e não tinha ninguém para servir, era má vontade atrás de má vontade.

Gente eu me programei para absolutamente tudo esse ano, eu paguei (e não paguei promoção baratinha) por uma casa de festa e olha o que eu estava tendo em troca? Cheguei a um limite, então resolvi fazer o trabalho que a tal funcionária responsável não fez.

Reuni todos eles, tentei anima-los, dei função a todos eles, sempre sorrindo, alegre e levando a situação como se não fosse desesperadora, desrespeitosa e totalmente triste! Somente depois dessa minha atitude, parte dos meus convidados puderam experimentar um pouco do que a casa tinha para servir.

A responsável deles nem aparecia na cozinha, atendeu outro cliente na hora da minha festa, eu cansei de perguntar por ela, estava prestes a pedir ajuda aos meus convidados e eu mesma ir a cozinha e servir as coisas, mas achei que seria humilhação demais. Bom, hoje penso que eu deveria ter feito isso sim, pelo menos meus convidados teriam comido e bebido.

Durante a festa dois garçons simplesmente largaram a bandeija e foram jogar nas máquinas de jogos do salão, eu juro a vocês que tudo isso aconteceu, parece mentira, mas eu vivi exatamente tudo isso fechando um negocio com a casa de festa Ki Auê.

A animação só aconteceu depois que meu marido foi pedir, o animador era o Dj, claramente despreparado. Logo na primeira brincadeira, fez uma criança cair de uma maneira tão feia que do outro lado do salão ouvi o barulho da cabeça dela no chão, fiquei pensando se tivesse sido mais grave o processo que vocês teriam.

Além de péssimo animador e Dj, ele também era o responsável pelo algodão doce, que deveria ter sido servido durante a festa toda (quando na verdade ninguém da festa viu e eu só ganhei dois no final porque fui cobrar). Assim também aconteceu com a hora do lanchinho, que só aconteceu após irmos lembrar a eles que deveria ter.

Eu deveria ter resumido toda essa postagem, mas conforme fui relembrando todas essas cenas a sensação de lesada foi vindo tão grande no meu peito que não tive como não detalhar. Depois da festa cheguei a perguntar para meus convidados o que eles acharam dos comes e bebes e eles simplesmente não podiam opinar, pois não comeram e beberam.

Uma festa tão esperada, sonhada e tão bem preparada, uma decoração daquela, todo o capricho em cada detalhe das lembranças, dos doces modelados e maravilhosamente gostosos, tudo tão bem registrado e uma equipe de uma casa de festa ter nos prejudicado assim, chato.

Eu não sei como, mas os outros profissionais que contratei foram tão perfeitos que acabaram ofuscando todo o descazo da casa de festa comigo. O encanto dos meus convidados foi tão grande com todo o show da decoração que uns nem estavam ligando para comes e bebes e outros tão ansiosos pelas lembranças e doces que estiveram satisfeitos e rasgaram elogios a festa, jamais a casa.

Meia hora antes da festa acabar o Marcelo chegou, me lembrando que estava na hora do parabéns, após toda a correria da entrega de lembranças e despedida dos convidados, chegamos ao fim. Subimos com a lista para conversar com eles e quando relatamos detalhadamente tudo o que eu contei aqui em cima, ele simplesmente me fala: ''Agora você vai me esculachar no seu blog também né?''

Olha Marcelo, eu passei a semana inteira pensando e repensando em como contaria para meus leitores e curiosos, como fui prejudicada por vocês, sem ter que de fato culpar você, pois eu mesma depois de ter sido extremamente destratada por toda a sua equipe, ainda senti que poderia ter sido um azar meu de um dia ruim, eu ainda cheguei a me culpar e achar que eu poderia ter feito mais, veja bem, preste bem atenção nas minhas palavras, depois de tudo isso eu ainda tentei dentro de mim, tirar a culpa de você, pois afinal de contas, você não estava na festa e não viu nada disso acontecer.

Mas infelizmente como eu lhe disse, é seu nome, essa é a sua casa e a sua equipe, eu me responsabilizo se pedir para alguém criar alguma arte de algum cliente meu, a Waleska se responsabiliza se deixar alguém responsável por determinada coisa nas suas decorações, o Bruno se responsabiliza se deixar alguém aos cuidados das fotos dele...

E bom, no mínimo, você deveria ter se responsabilizado em deixar alguém eficiente para servir e cumprir o contrato do que comprei com você!. Quando na verdade, você infelizmente não esteve presente e deixou uma equipe com uns 10 adolescentes que não queriam absolutamente nada com o trabalho ainda foram abusados e mal educados.

Fiquei pensando o que teria sido de mim e de qualquer outro cliente caso eu tivesse aceitado a decoração de vocês (porque o que salvou a minha festa foi a Waleska), pensei em tudo que fiz com tanto amor para esse dia e em como vocês em 4 horas estavam desmerecendo tudo, além de destratarem todas as pessoas que eu amo, que amam meu filho e estavam ali para parabeniza-lo.

Como eu queria vir aqui hoje, rasgar elogios a você, a sua equipe e a sua casa, como eu queria ter encontrado enfim um bom buffet, pessoas animadas e de bom humor trabalhando, um lugar com uma equipe família e que me deixasse segura para bolar altos temas e idéias doidas para minhas festas como eu amo.

Como eu queria que aquela sensação que você me passou durante 10 meses antes da festa, tivesse sido verdade! Mas na realidade, depois de ouvir todo esse descaso e falta de respeito comigo, com meu marido, convidados e principalmente com o meu filho, eu não ouvi nem ao menos um mísero ''desculpa''.

Saiba que 10 convidados a+ na lista não pagaria o desespero que sua equipe fez minha decoradora passar e o desespero de ter quase estragado o aniversário do meu filho! Estou até agora procurando onde foi parar aquela equipe fiel que me passou tanta segurança antes da festa.

Por todos esses motivos e experiência própria, eu não indico a sua casa e equipe para nenhum dos meus leitores/amigos/conhecidos.

[Ler Sobre]

29 de junho de 2017

Raphael faz 02 - A escolha da minha equipe 2017 ♥

E lá se vão mais 365 dias (quase), mais um ano de vida, tantas descobertas, tantos momentos, tantos sorrisos, choros, preocupações, aventuras, amadurecimentos, tanto amor... Meu Raphael, meu menino, meu cavalheiro.

Senta, que lá vem história... 

• Julho de 2016, 20h - Pedra do Sal: 
''Estava tudo maravilhosamente lindo Viviane, meus parabéns, não esperava menos de você, dava para ver amor em exatamente todos os lados da festa, já quero saber o que você vai aprontar ano que vem'' - convidados.

''Obrigada pela moral, pela ajuda, pelo apoio e principalmente pela paciência, eu não vou te abandonar nunca mais Waleska!!'' - eu.

''Obrigada você, até ano que vem...'' - Waleska

• Setembro de 2016 - Facebook:
''Achei um tema que é totalmente a sua cara! Te marquei no facebook, vamos fazer!!'' - Waleska
''Apaixonada! Vai ser esse ♥'' - eu

E foi assim que o bendito tema surgiu, Pinóquio ♥
''Bendito''... bem mesmo, me pego rindo, que amor e encanto por esse tema, realmente a nossa cara! Como ano passado ajudei muitas pessoas com relação a indicação e muitos me perguntaram como eu faria esse ano e se iria postar quem contratei, resolvi criar a postagem:

A escolha da minha equipe 2017 


13 de março de 2017

#KatlenFazXV

A alguns meses atras recebi um orçamento bem desafiador, meu primeiro trabalho em uma festa de 15 anos. A Erica é das minhas, não tem tempo ruim, o mundo pode estar desabando, mas está ali, correndo para todos os lados, ajeitando tudo, segurando tudo e atras de novidades para a festa, a Katlen, bom a Katlen vocês vão conhecer bem mais quando eu poder postar 'toooodos' os detalhes da festa ba-ba-do que vai rolar dia 08 de Abril.

A princípio era apenas um quadrinho e fazer quadrinhos #chalkboard é uma terapia que me faz rir, me faz passar o tempo, me deixa completamente atarefada e me cobre de gratidão ao ver o resultado, tanto da arte, quanto do que causa em quem compra ou ganha um. Mas como contei, a Erica é das minhas, quando eu disse ''oi'' para ela, ela ja sabia que estava mergulhando em grandes aventuras para a tão esperada festa de 15 anos da Katlen.

Lá fomos nós, lembranças, homenagens, presentes, roupas, centro de mesa, fotos, divulgação, homenageados, surpresas, decoração, convites... Ah os convites... Breve vou contar um pouco sobre cada participação da #arteszih na festa, então faltando apenas 27 dias, vamos começar resenhando sobre os convites.

Alguns dizem que o convite é o de menos e que hoje em dia tudo é virtual, mas vou ser sincera com vocês, isso é maior ilusão. Um evento especial, tem que ter convite manual sim! O convite é o convite, é a porta para o evento, é a introdução, é a demonstração do que vocês vão participar, do que está sendo feito e do que vocês vão esperar, olha a responsabilidade ai.

''Viviane o tema será neon, queremos algo criativo, diferente e legal''

Pronto, palavra nenhuma me estiga mais que diferente, minha cabeça dá um nó na mesma hora, saio pensando aceleradamente e esqueço até do tempo que terei para produzir. Desde o primeiro pensamento para o convite da Katlen eu sabia que queria algo kraft, sofisticado e muito, muito personalizado.

Deixa eu contar uma dica para vocês, isso é o que faz qualquer tipo de coisa ser diferente, a personalização. Tudo que é personalizado tem sua essência e personalidade ali, todo mundo é de um jeito, todos diferentes, está ai o segredo.

E lá fomos nós em poucas e longas madrugadas a dentro a fim do melhor resultado de todos, eu precisava de algo que fosse: Divertido, alegre, bonito, chamativo, descontraído, convidativo e neon. Ou seja, algo que representasse exatamente como a Katlen é e um pouco de como será a festa dela.

As ideias foram surgindo e no final a junção disso tudo que falei acima +
Papel A4 kraft + fitas em neon + carimbo personalizado #KatlenFazXV + tags personalizadas 
deu esse resultado:









10 de março de 2017

Minha mãe não sabe nada sobre paixão.

Eu não havia dormido quase nada aquela madrugada, rolei na cama diversas vezes com a imagem do seu rosto na cabeça, aquela música que você me enviou eu já ouvi milhares de vezes, vi as horas passarem lentamente, achei que fosse ver o sol nascer...

Parecia que eu mal havia fechado os olhos quando aquele avião passou baixinho no sítio, acordei assustada, a manhã estava tão chuvosa e fria como minha cabeça. Outro avião passou fazendo tremer até minha cama, dizem que sonhar com avião significa bons lucros financeiros e ser atacada por um, o que deve significar?

Levantei e fui enfim ver o que estava acontecendo, o vi de longe e disfarcei é claro, parecia que você iria descobrir que passamos a noite inteira juntos no meu pensamento, isso me deixaria constrangida. Não adiantou muito tentar disfarçar, quando senti sua mão no meu ombro, parei de sentir as pernas e achei que dava para ver meu coração querendo sair pelo roupão verde.

''Você ta descalça, ta frio, vai se resfriar!''

Sempre tão calmo e educado, com certeza minha bochecha ficou vermelha ao responder ''obrigada pela preocupação'', desviei meu olhar sensatamente como de costume e segui para o quarto. Minha mãe diz que quando estamos a fim de uma pessoa devemos ignora-la, manter distância e fazer maior jogo duro, demonstrar que ta afim, jamais! Se minha mãe estiver correta eu estou falhando horrores na prática.

Já me peguei inúmeras vezes te observando escondida, seu lábio inferior é mais carnudo que o superior isso faz seu sorriso ser perfeito, toda vez que penso nisso imagino que seu beijo também deva ser perfeito. Já imaginei tantas vezes esse beijo que tenho a sensação de que conheço bem ele.

Encarei o quarto cheia de roupas espalhadas que precisavam ser guardadas, era hora de partir e la vem você com seu jeito educado novamente, me oferecer ajuda, ou pelo menos era o que eu havia imaginado, até você se aproximar e sem medo nenhum me abraçar. 

Só nós dois abraçados ali naquele quarto enorme, em formato de L me deixava perdida, você ali colado em mim, me deixava mais perdida ainda, aquela porta de vidro e tantos espelhos me faziam nos ver juntos em todo lugar, achei que fosse desmaiar, mas só descobri que na real, minha mãe não sabe nada sobre paixão.

21 de fevereiro de 2017

Descobrindo seu caderno de capa verde.

Estava com três panelas no fogo, ao som de ''galinha pintadinha vol 1'', tentando criar uma agenda virtual na minha mente para organizar a que horas iria criar as artes atrasadas dos clientes, selecionar as fotos da festa de um ano do Raphael que até hoje não revelei, assistir o vídeo-aula do novo projeto, responder os orçamentos pendentes, cobrar os formulários pagos, lembrar o André das coisas que ele tem que fazer no dia seguinte, divulgar novos trabalhos e ainda ficar sozinha para estudar e orar...

Foi quando um barulhão interrompeu toda a organização quase pronta na minha mente e gelou meu coração. - Quando nos tornamos mãe, qualquer mínimo barulho nos desespera, quando nosso filho não está ao alcance dos nossos olhos então, o barulho de uma agulha caindo no chão, se transforma em um meteoro caindo exatamente onde ele está brincando, chega a ser cômico!

Por dois segundos eu só imaginava que ele havia aberto a gaveta da comoda a fim de escalar até o topo e antes de chegar lá, a bendita virou em cima dele, - com certeza imaginei isso por conta do vídeo que vi onde um irmão tenta salvar o outro que ficou preso debaixo de uma cômoda, é, mães são seres, seriamente' estranhos.

Corri desesperada para o quarto de onde veio e barulho e me deparei com uma cena aliviadora, que me deixou irritada por uns segundos e me cobriu de amor até agora. Lá estava ele, todo curioso, inteligente e serelepe sentado no chão no meio de todas as minhas bijuterias espalhadas, com aquele caderno de capa verde apoiado nas pernas.

Aproveitei que ele não me viu e fiquei ali observando os trejeitos dele, foleando as páginas deixando leves amassados, viu uma foto e ficou um tempo olhando, observando, apontou e nomeou certinho, ''mamãe, papai'', mal entende que ele também está naquela foto, mesmo que ainda no meu corpo e coração.

Virou novamente a página e como se entendesse perfeitamente bem tudo o que estava escrito ali, ia passando o dedinho para todo lado e tagarelando frases, como se estivesse lendo tudo, como eu queria entender essa língua dele.

Fechou o caderno com força, procurou algo para riscar a capa, não encontrou, tacou o caderno no chão, deitou o rosto na capa e ali ficou tagarelando e fazendo gestos com os dedinhos enquanto jogava as pernocas cheias de dobras para o alto.

Eu juro que de primeira eu pensei em chamar atenção, por que ja perdi as contas de quantas vezes já reclamei dele puxar as coisas de cima da comoda, além dele ter quebrado uma maquiagem minha nessa brincadeira, mas não resisti.

Foi o primeiro contato dele com o seu caderno de capa verde. É lá que a mamãe babona aqui, escreve suas melhores lembranças dos primeiros anos de vida do seu cavalheiro, Raphael 

3 de fevereiro de 2017

Ei Dindo, Feliz Aniversário ♥

''Ah, o Felipe? Felipe não é uma espécie de cunhado, acho que ele é uma espécie de irmão mais novo misturado com filho...''
''Gente o Felipe era um chiclete!! Não sei se sentia mais ciúme do irmão mais velho ou de mim, ele sentava no nosso meio, eu avisava para ele que quando eu tivesse um filho, ele teria uma namoradinha e o afilhado dele faria exatamente a mesma coisa, rs.''
''Teve uma vez que eu tive que descer da bicama, deitar do lado dele, esperar ele dormir para depois dormir com o André!''
''Quando nós nos conhecemos eu conversava com o irmão dele pelo MSN e ele ficava atras lendo tudo e fazendo gracinhas da web cam rs''
''Uma vez ele fez uma 'pegadinha' comigo, estávamos nos conhecendo e tudo que eu falava que gostava ou era meu preferido ele dizia que era dele também e eu (recém namorada do irmão mais velho, fiquei toda boba) até descobrir que era tudo mentira hahaha''
''A cor preferida dele é verde por causa de mim, só para constar''
''Ele me defende em basicamente tudo (que ele julgue estar certo), tirando a mãe, não há ninguém no mundo que possa me contrarear, nem o irmão e nem namorada -Ta lendo né Ana Beatriz hahahaha-''
''Ah, antes que eu me esqueça, não pense nem de longe, magoar, machucar, atingir, ferir, provocar ou qualquer outra coisa que o faça mal, porque, eu estou aqui!!''

Todos os anos eu fico avaliando e pensando em como você amadureceu, acho que todos os anos eu vou ficar surpresa em ''como você cresceu'', como se você fosse ficar eternamente um garotinho, o irmãozinho mais novo do André...  Esse ano você vai entrar em uma nova fase da sua vida, vai continuar sendo ''o do contra'', o implicante, o escandaloso, o enlouquecido por esportes ... Mas agora o adulto.... 

A quem eu to querendo enganar... Você nunca vai deixar de ser o nosso bebê, feliz aniversário e garra na sua nova jorgana, eu te disse que esse ano a palavra seria progresso, reflita nela e vamos fazer acontecer.

Ei Dindo, nós amamos você ♥

19 de janeiro de 2017

DECORAÇÃO + CHALKBOARD

Todo tipo de evento é de extrema importancia para nós clientes. No aniversário de um ano do meu filho, vocês puderam acompanhar minha longa busca por bons profissionais e enfins meus achados, escolhas por custo e beneficio e minha opinião sobre todo o resultado.

Antes de mais nada preciso explicar que eu sou cliente! Quis lembrar esse detalhe, para fixar a vocês que por mais profissional que eu seja com meu trabalho, antes eu sou cliente e sei exatamente como vocês se sentem, é desse pensamento que eu tiro minha forma de tratar cada um de vocês!

E foi buscando bons profissionais, que encontrei ela, hoje uma amiga/parceira, Waleska Ferraz, dona da empresa Wal Ferraz Decorações e Eventos. Eu achei na Waleska o que todo cliente procura em um profissional: segurança!

Realização de Confiança são as duas palavras mais usads pelos clientes após terem fechado negócio com essa decoradora e são por esses motivos que, eu vim aqui indicar o trabalho dela, pois quando passei por isso de procurar decoração, quase não encontrei na web indicações sobre bons profissionais. Valendo lembrar que existe uma chuva de golpes em grupos de festas no facebook (tristemente) queimando o trabalho de pessoas trabalhadoras. 

Meu trabalho com os chalkboards seguem exatamente as mesmas diretrizes: respeito, segurança e realização. Por esses motivos, a @arteszih tem como parceria hoje a Wal Ferraz Decorações e Eventos, sempre procurando bons profissionais para ajudar vocês.

Então, não perde tempo, corre e entra em contato, porque...
Fechando qualquer decoração com a Wal Ferraz Decorações e Eventos você ganha 10% de desconto na compra de um lindo, criativo e totalmente personalizado chalkboard da @arteszih 😍

Contatos no Facebook e WhatsApp:
21 972939202
21 998951134
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...