13 de março de 2017

#KatlenFazXV

A alguns meses atras recebi um orçamento bem desafiador, meu primeiro trabalho em uma festa de 15 anos. A Erica é das minhas, não tem tempo ruim, o mundo pode estar desabando, mas está ali, correndo para todos os lados, ajeitando tudo, segurando tudo e atras de novidades para a festa, a Katlen, bom a Katlen vocês vão conhecer bem mais quando eu poder postar 'toooodos' os detalhes da festa ba-ba-do que vai rolar dia 08 de Abril.

A princípio era apenas um quadrinho e fazer quadrinhos #chalkboard é uma terapia que me faz rir, me faz passar o tempo, me deixa completamente atarefada e me cobre de gratidão ao ver o resultado, tanto da arte, quanto do que causa em quem compra ou ganha um. Mas como contei, a Erica é das minhas, quando eu disse ''oi'' para ela, ela ja sabia que estava mergulhando em grandes aventuras para a tão esperada festa de 15 anos da Katlen.

Lá fomos nós, lembranças, homenagens, presentes, roupas, centro de mesa, fotos, divulgação, homenageados, surpresas, decoração, convites... Ah os convites... Breve vou contar um pouco sobre cada participação da #arteszih na festa, então faltando apenas 27 dias, vamos começar resenhando sobre os convites.

Alguns dizem que o convite é o de menos e que hoje em dia tudo é virtual, mas vou ser sincera com vocês, isso é maior ilusão. Um evento especial, tem que ter convite manual sim! O convite é o convite, é a porta para o evento, é a introdução, é a demonstração do que vocês vão participar, do que está sendo feito e do que vocês vão esperar, olha a responsabilidade ai.

''Viviane o tema será neon, queremos algo criativo, diferente e legal''

Pronto, palavra nenhuma me estiga mais que diferente, minha cabeça dá um nó na mesma hora, saio pensando aceleradamente e esqueço até do tempo que terei para produzir. Desde o primeiro pensamento para o convite da Katlen eu sabia que queria algo kraft, sofisticado e muito, muito personalizado.

Deixa eu contar uma dica para vocês, isso é o que faz qualquer tipo de coisa ser diferente, a personalização. Tudo que é personalizado tem sua essência e personalidade ali, todo mundo é de um jeito, todos diferentes, está ai o segredo.

E lá fomos nós em poucas e longas madrugadas a dentro a fim do melhor resultado de todos, eu precisava de algo que fosse: Divertido, alegre, bonito, chamativo, descontraído, convidativo e neon. Ou seja, algo que representasse exatamente como a Katlen é e um pouco de como será a festa dela.

As ideias foram surgindo e no final a junção disso tudo que falei acima +
Papel A4 kraft + fitas em neon + carimbo personalizado #KatlenFazXV + tags personalizadas 
deu esse resultado:









10 de março de 2017

Minha mãe não sabe nada sobre paixão.

Eu não havia dormido quase nada aquela madrugada, rolei na cama diversas vezes com a imagem do seu rosto na cabeça, aquela música que você me enviou eu já ouvi milhares de vezes, vi as horas passarem lentamente, achei que fosse ver o sol nascer...

Parecia que eu mal havia fechado os olhos quando aquele avião passou baixinho no sítio, acordei assustada, a manhã estava tão chuvosa e fria como minha cabeça. Outro avião passou fazendo tremer até minha cama, dizem que sonhar com avião significa bons lucros financeiros e ser atacada por um, o que deve significar?

Levantei e fui enfim ver o que estava acontecendo, o vi de longe e disfarcei é claro, parecia que você iria descobrir que passamos a noite inteira juntos no meu pensamento, isso me deixaria constrangida. Não adiantou muito tentar disfarçar, quando senti sua mão no meu ombro, parei de sentir as pernas e achei que dava para ver meu coração querendo sair pelo roupão verde.

''Você ta descalça, ta frio, vai se resfriar!''

Sempre tão calmo e educado, com certeza minha bochecha ficou vermelha ao responder ''obrigada pela preocupação'', desviei meu olhar sensatamente como de costume e segui para o quarto. Minha mãe diz que quando estamos a fim de uma pessoa devemos ignora-la, manter distância e fazer maior jogo duro, demonstrar que ta afim, jamais! Se minha mãe estiver correta eu estou falhando horrores na prática.

Já me peguei inúmeras vezes te observando escondida, seu lábio inferior é mais carnudo que o superior isso faz seu sorriso ser perfeito, toda vez que penso nisso imagino que seu beijo também deva ser perfeito. Já imaginei tantas vezes esse beijo que tenho a sensação de que conheço bem ele.

Encarei o quarto cheia de roupas espalhadas que precisavam ser guardadas, era hora de partir e la vem você com seu jeito educado novamente, me oferecer ajuda, ou pelo menos era o que eu havia imaginado, até você se aproximar e sem medo nenhum me abraçar. 

Só nós dois abraçados ali naquele quarto enorme, em formato de L me deixava perdida, você ali colado em mim, me deixava mais perdida ainda, aquela porta de vidro e tantos espelhos me faziam nos ver juntos em todo lugar, achei que fosse desmaiar, mas só descobri que na real, minha mãe não sabe nada sobre paixão.

21 de fevereiro de 2017

Descobrindo seu caderno de capa verde.

Estava com três panelas no fogo, ao som de ''galinha pintadinha vol 1'', tentando criar uma agenda virtual na minha mente para organizar a que horas iria criar as artes atrasadas dos clientes, selecionar as fotos da festa de um ano do Raphael que até hoje não revelei, assistir o vídeo-aula do novo projeto, responder os orçamentos pendentes, cobrar os formulários pagos, lembrar o André das coisas que ele tem que fazer no dia seguinte, divulgar novos trabalhos e ainda ficar sozinha para estudar e orar...

Foi quando um barulhão interrompeu toda a organização quase pronta na minha mente e gelou meu coração. - Quando nos tornamos mãe, qualquer mínimo barulho nos desespera, quando nosso filho não está ao alcance dos nossos olhos então, o barulho de uma agulha caindo no chão, se transforma em um meteoro caindo exatamente onde ele está brincando, chega a ser cômico!

Por dois segundos eu só imaginava que ele havia aberto a gaveta da comoda a fim de escalar até o topo e antes de chegar lá, a bendita virou em cima dele, - com certeza imaginei isso por conta do vídeo que vi onde um irmão tenta salvar o outro que ficou preso debaixo de uma cômoda, é, mães são seres, seriamente' estranhos.

Corri desesperada para o quarto de onde veio e barulho e me deparei com uma cena aliviadora, que me deixou irritada por uns segundos e me cobriu de amor até agora. Lá estava ele, todo curioso, inteligente e serelepe sentado no chão no meio de todas as minhas bijuterias espalhadas, com aquele caderno de capa verde apoiado nas pernas.

Aproveitei que ele não me viu e fiquei ali observando os trejeitos dele, foleando as páginas deixando leves amassados, viu uma foto e ficou um tempo olhando, observando, apontou e nomeou certinho, ''mamãe, papai'', mal entende que ele também está naquela foto, mesmo que ainda no meu corpo e coração.

Virou novamente a página e como se entendesse perfeitamente bem tudo o que estava escrito ali, ia passando o dedinho para todo lado e tagarelando frases, como se estivesse lendo tudo, como eu queria entender essa língua dele.

Fechou o caderno com força, procurou algo para riscar a capa, não encontrou, tacou o caderno no chão, deitou o rosto na capa e ali ficou tagarelando e fazendo gestos com os dedinhos enquanto jogava as pernocas cheias de dobras para o alto.

Eu juro que de primeira eu pensei em chamar atenção, por que ja perdi as contas de quantas vezes já reclamei dele puxar as coisas de cima da comoda, além dele ter quebrado uma maquiagem minha nessa brincadeira, mas não resisti.

Foi o primeiro contato dele com o seu caderno de capa verde. É lá que a mamãe babona aqui, escreve suas melhores lembranças dos primeiros anos de vida do seu cavalheiro, Raphael 

3 de fevereiro de 2017

Ei Dindo, Feliz Aniversário ♥

''Ah, o Felipe? Felipe não é uma espécie de cunhado, acho que ele é uma espécie de irmão mais novo misturado com filho...''
''Gente o Felipe era um chiclete!! Não sei se sentia mais ciúme do irmão mais velho ou de mim, ele sentava no nosso meio, eu avisava para ele que quando eu tivesse um filho, ele teria uma namoradinha e o afilhado dele faria exatamente a mesma coisa, rs.''
''Teve uma vez que eu tive que descer da bicama, deitar do lado dele, esperar ele dormir para depois dormir com o André!''
''Quando nós nos conhecemos eu conversava com o irmão dele pelo MSN e ele ficava atras lendo tudo e fazendo gracinhas da web cam rs''
''Uma vez ele fez uma 'pegadinha' comigo, estávamos nos conhecendo e tudo que eu falava que gostava ou era meu preferido ele dizia que era dele também e eu (recém namorada do irmão mais velho, fiquei toda boba) até descobrir que era tudo mentira hahaha''
''A cor preferida dele é verde por causa de mim, só para constar''
''Ele me defende em basicamente tudo (que ele julgue estar certo), tirando a mãe, não há ninguém no mundo que possa me contrarear, nem o irmão e nem namorada -Ta lendo né Ana Beatriz hahahaha-''
''Ah, antes que eu me esqueça, não pense nem de longe, magoar, machucar, atingir, ferir, provocar ou qualquer outra coisa que o faça mal, porque, eu estou aqui!!''

Todos os anos eu fico avaliando e pensando em como você amadureceu, acho que todos os anos eu vou ficar surpresa em ''como você cresceu'', como se você fosse ficar eternamente um garotinho, o irmãozinho mais novo do André...  Esse ano você vai entrar em uma nova fase da sua vida, vai continuar sendo ''o do contra'', o implicante, o escandaloso, o enlouquecido por esportes ... Mas agora o adulto.... 

A quem eu to querendo enganar... Você nunca vai deixar de ser o nosso bebê, feliz aniversário e garra na sua nova jorgana, eu te disse que esse ano a palavra seria progresso, reflita nela e vamos fazer acontecer.

Ei Dindo, nós amamos você ♥
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...